RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



GALVÃO. (António) TRATADO DOS DESCOBRIMENTOS ANTIGOS, E MODERNOS,

Feitos até a Era de 1550, com os nomes particulares das pessoas que os fizeraõ: e em que tempos, e as suas alturas, e dos desvairados caminhos por onde a pimenta, e a especiaria veyo da India ás nossas partes; obra certo muy notavel, e copiosa. COMPOSTO PELO FAMOSO ANTONIO GALVAÕ, OFFERECIDO AO EXCELLENTISSIMO SENHOR DOM LUIZ DE MENEZES, Quinto Conde da Ericeira, do Concelho de Sua Magestade, Coronel, e Brigadeiro de Infantaria, VisoRey, e Capitaõ-General, que foy dos Estados da India, etc. LISBOA OCCIDENTAL, NA OFFICINA FERREIRIANA. M.DCC.XXXI. [1731].

In fólio (de 29x19 cm) com [página de rosto], [14 páginas inumeradas], 100 páginas.

Encadernação da época inteira de pele com ferros a ouro na lombada. 

Ilustrado com o retrato a corpo inteiro de Duarte Galvão, com esta figura aberta a talhe-doce antes da primeira página de texto, e após a dedicatória ao mesmo duque escrita por Francisco de Sousa Tavares, que o compara ao grande Timocles Ateniense e ao Curiolano romano, pelo facto de com poucos homens ter derrotado grandes exércitos. O crédito desta gravura encontra-se referenciado na obra existente na BNP: «Retratos de cardeaes, bispos, e varoens portuguezes illustres em nobreza, armas, letras, e santidade / coordenados nos mezes de Abril, e maio do anno do Senhor 1791». 

Exemplar com a folha de rosto facsimilada -  reproduzida a duas cores em um facsimile - sobre papel da época. 

Obra notável publicada pela primeira vez em 1563; e muito importante pelas informações que contém sobre zoologia, botânica, antropologia, etnografia, arte de navegar, sobre os roteiros dos mares e arquipélagos da Oceânia, sobre geografia histórica (é considerado o fundador desta disciplina) e pelo facto do autor ser o primeiro a demonstrar a possibilidade da abertura de um canal marítimo na América Central, ligando o Oceano Pacífico ao Atlântico, visão que viria a ser realizada em 1914 com a abertura do Canal do Panamá.

António Galvão (1490-1557), referido em língua inglesa como Antonio Galvano. Foi o primeiro a apresentar um relato abrangente de todas as principais explorações realizadas até 1550 por portugueses e por espanhóis. A sua obra apresenta uma precisão notável, especialmente o Tratado dos Descobrimentos, publicado inicialmente em Lisboa em 1563, e traduzido para o inglês por Richard Hakluyt, em 1601, como The Discoveries of the World - by Antonio Galvano. António era filho de Duarte Galvão, diplomata e cronista-mor de Afonso V de Portugal. Embarcou para a Índia em 1527 onde veio a exercer os cargos de 7.º capitão das Molucas com sede em Ternate de 1536 a 1540. Duarte Galvão foi referido no capítulo II do livro V das "Décadas da Ásia" de João de Barros como muito respeitado, enviando uma missão às Papuas e recebendo embaixadas locais. Em 1540 passou o governo da Fortaleza de Ternate a D. Jorge de Castro e regressou a Portugal, onde descobriu que caíra em desgraça. Viveu os últimos anos no anonimato e na pobreza, recolhido ao Hospital Real de Todos os Santos, em Lisboa. Deixou dois manuscritos, um deles o este Tratado dos Descobrimentos, que seria impresso em 1563 em Lisboa, pelo seu amigo Francisco de Sousa Tavares que o descreve como uma das grandes figuras da epopeia dos descobrimentos pela maneira heróica como participou em muitos combates e pela forma desinteressada e justiceira como exerceu as suas funções.

 Dim.: In folio (29x19 cm) with [title page], [14 unnumbered pages], 100 pp.

Binding Contemporary full calf with gilt tools on spine. 

Illustrated, before the first page of the text, with a full body intaglio portrait of Duarte Galvão, followed by the dedication to the 5th Count of Ericeira written by Francisco de Sousa Tavares, who compares him to Timocles Anthenian and the Roman Coriolanus, for having defeated large armies with just few men. The credits of the engraving are referenced in the work existing in BNP: «Retratos de cardeaes, bispos, e varoens portuguezes illustres em nobreza, armas, letras, e santidade / coordenados nos mezes de Abril, e maio do anno do Senhor 1791». 

Copy with a facsimile of the title page in two colours on contemporary paper. 

A remarkable work published for the first time in 1563 and very important due to the information on zoology, botanic, anthropology, ethnography, art of sailing, the routes of the seas and archipelagos of Oceania, historical geography (the author is considered to be the father of this subject). The author was the first, in this book to demonstrate the possibility of opening a canal connecting the Pacific to the Atlantic Ocean, which became real with the opening of the Panama Canal in 1914.

António Galvão (1490-1557), known in English as Antonio Galvano. He was the first to make a comprehensive account of the main explorations carried out by the Portuguese and Spaniards until 1550. His work is of remarkable precision, especially the Treatise of the Discoveries, initially published in Lisbon in 1563, and later, in 1601, translated into English by Richard Hakluyt under the title The Discoveries of the World - by Antonio Galvano.

Referência: 2003JC008
Local: M-8-C-40


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters