RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



NOTICIAS (O) ILUSTRADO. [1ª e 2ª SÉRIES. COMPLETO]

Edição Semanal do Diário de Notícias. Director Leitão de Barros, Editor António das Neves Correia, Director Gerente Carolina Homem Christo. Propriedade e edição da Empresa do Diário de Notícias. Lisboa. 1928-1935.

15 Volumes de 34,5x26 cm. com (mais de) 9500 págs.

Encadernações com as lombadas e os cantos em pele, com ferros a ouro. A primeira série está acondicionada numa caixa francesa com lombada de livro. 

Profusamente ilustrada nas capas e no texto, com fotografias a preto e branco de grande qualidade, que documentam todos os aspectos da vida portuguesa e uma boa amostra de acontecimentos internacionais da autoria de Ferreira da Cunha, Raul Reis, Maurício de Oliveira, Firmino do Carmo, Vaissier, Nogueira de Brito, Salazar Diniz, Salgado e Horácio Novais.

Colecção completa da 1ª e 2ª séries, com um total de 394 números publicados entre 1928 (Nº 1 da 1ª Série, em 18 de Março de 1928, Nº 1, da 2ª Série 17 de Junho de 1928 ao Nº 382 de 6 de Outubro de 1935), com 24 págs. cada número. Os números de Natal são compostos por 42 páginas.

Exemplar com defeitos nas margens do 3ª volume da 2ª Série. 

Conjunto muito raro e valioso. Fonte muito importante e imprescindível, para o estudo da vida cultural, artística, desportiva, social e política, durante o período crucial da História de Portugal do século XX, desde a ditadura Militar até aos anos de implantação do Estado Novo. Publicação periódica que se caracteriza pela notável qualidade estética das capas anteriores e posteriores. 

ESTRUTURA DOS NÚMEROS.  

Cada número era, em geral, estruturado do seguinte modo: os pares de páginas iniciais e finais, a seguir às capas, (que contam para a numeração) ou seja as páginas 2-3 e 22-23 apresentam um grande número de anúncios comerciais, que só por si são uma valiosa fonte para o estudo da história da publicidade e da economia. As páginas 4 e 5 eram dedicadas a uma crónica do cinema, do teatro e de outos espectáculos e exposições, as páginas 6 e 7 apresentam novelas em folhetins, anúncios e recensões de livros. As páginas 8 e 9, completamente ilustradas apresentam as fotografias enviadas para concursos promovidos pela revista e fotografias de actualidades como o regresso de Amsterdão da Selecção Nacional de Futebol. As páginas 10 e 11 são preenchidas por notícias, crónicas diversas, crónicas sobre desporto, curiosidades e críticas de cinema. As páginas 12 e 13 totalmente ilustradas com fotografias que documentam acontecimentos religiosos, eventos da alta sociedade, da Administração Pública, da diplomacia e da política. As páginas 14 e 15 incluem mais crónicas, crítica teatral, crítica de discos, anedotas ilustradas e anúncios. As páginas 16 e 17, completamente ilustradas, são dedicadas às artes. As páginas 18 e 19 incluem textos literários, críticas de música clássica e de Jazz, textos sobre tauromaquia, continuações de artigos das páginas anteriores, charadas, enigmas, xadrez e damas. As páginas 20 e 21, totalmente ilustradas, são dedicadas a curiosidades e a assuntos muito variados, como, por exemplo, notícias sobre desastres de viação, turismo nas praias em Espinho e na Madeira em Dezembro de 1932.

TEMAS. 

Esta publicação periódica revela preocupações sociais tais como: o artigo publicado no nº 311, de 27 de Maio de 1934, com o título Portugal Paiz Colonial não tem artistas negros! pedindo para apoiar o folclore africano; o nº 372 de 28 de Julho de 1935, publica reportagem sobre o trabalho infantil em Lisboa; e o nº 381 de 29 de Setembro de 1935 pede para serem criadas cantinas para os trabalhadores e é ilustrado por fotografias de trabalhadores a tomarem as refeições sentados nos passeios da ruas de Lisboa. 

Apresenta visões para o futuro de Lisboa ou antevisões de obras públicas tais como: no nº 186, de 3 de Janeiro de 1932, a capa apresenta a antevisão da ideia de transformar o Terreiro do Paço numa verdadeira Praça do Comércio com lojas de produtos portugueses em todos os pisos térreos dos edifícios em redor da praça e o nº 375 de 18 de Agosto de 1935 apresenta nas duas páginas centrais a antevisão de como ficará a Avenida da Índia perto da Torre de Belém depois da demolição do Gasómetro que existiu ao pé da Torre e inclui no canto superior esquerdo a fotografia de Duarte Pacheco, Ministro das Obras Públicas, que determinou a execução das obras.       

Inclui artigos e reportagens sobre aspectos lamentáveis do Património Histórico de Lisboa, tais como: no nº 380 de 22 de Setembro de 1935, o caso do Convento do Sacramento, que era usado como depósito pelo Exército; no nº 381, de 29 de Setembro de 1935, o caso do estado de abandono da Igreja da Luz e o caso do Palácio da Independência que estava descaracterizado pela ocupação com lojas e armazéns.      

As capas apresentam fotografias de actores portugueses, Beatriz Costa, na capa e interior do nº 24; Chaby Pinheiro, na contracapa do nº 39; Aura Abranches, contracapa do nº 40; Aurora Aboim, capa, do nº 239; Vasco Santana, contracapa do nº 241; Irene Isidro, na contracapa do nº 246; Amélia Rey Colaço, na capa do nº 248. O nº 343, de Janeiro de 1935, tem a capa ilustrada com fotografia de Mirita Casimiro, actriz revelação. O nº 380, de 22 de Setembro de 1935, apresenta, na página 11, uma bela fotografia de Beatriz Costa, no âmbito da publicidade à estreia do filme Trevo de Quatro Folhas.   

De escritores como o Poeta António Correia de Oliveira, contracapa do nº43; o realizador alemão Fritz Lang, no nº 47; enquanto os números 51 e 52 concedem grande destaque à estreia do filme «Napoleão» de Abel Gance. Capas dedicadas ao desporto como a do nº 43, pelos 25 anos do Benfica. Nas interiores: Viana da Mota, a bailarina indo-chinesa Lea Niako e muitos actores, escritores, músicos e bailarinos, personalidades de todos os sectores de actividade, pessoas de todas as classes sociais portugueses e estrangeiros.

Artigos, obras de ficção e poesia de grandes escritores, Alves Redol, António Boto, incluindo um de Fernando Pessoa, no nº 9, pág. 15. O número 37, de 24 de Fevereiro de 1929, apresenta extensa reportagem sobre os futuristas portugueses e o movimento da arte moderna em Portugal, com chamada na capa e fotografias de Almada Negreiros, Mário de Sá Carneiro, Amadeu de Sousa Cardoso, Raul Leal e Fernando Pessoa, desdobrada em quatro, em referência aos heterónimos. 

As notícias sobre religião incluem, D. António Mendes Belo, Cardeal Patriarca de Lisboa, na capa do nº 2. D. Manuel Gonçalves Cerejeira aparece fotografado pela primeira vez, ainda como Arcebispo de Mitilene, a celebrar missa campal em Seteais, nas Festas de Nossa Senhora do Cabo, Nº 14, de 16-09-1928, em seguida no nº 15 a visitar a Penitenciária, nº 23, nº 38, de 3 de Março de 1929 (Procissão do Senhor Jesus dos Passos da Graça) e outros em diversas cerimónias religiosas. O número 342 de 30 de Dezembro de 1934 inclui uma reportagem sobre a festa da Criança no Parque Eduardo VII, com a presença do Cardeal Cerejeira e o número 369, de 7 de Julho de 1935 contém a reportagem da visita de D. Manuel Gonçalves Cerejeira ao Asilo dos Abandonados de Lisboa, incluindo grande fotografia na capa e fotografias nas páginas interiores. O nº 160, de 5 de Julho de 1931, apresenta uma reportagem fotográfica, na capa e na página 11, sobre a cerimónia de sagração do Bispo de Gurza, auxiliar do Patriarca da Índia. Todos os anos são publicadas reportagens sobre as peregrinações a Fátima como por exemplo no nº 258 de 21 de Maio de 1932, com capa e duas páginas interiores sobre a grande peregrinação de 13 de Maio.   

São publicadas grande quantidade de fotografias do General Carmona participando em numerosas cerimónias, como, por exemplo, interior do nº 3, nº 6, nº 10 (inauguração da Estação do Cais de Sodré), capa do nº 13, interior nº 18, Capa e interior do nº 19 (Homenagem à marinha de Guerra, a Carvalho Araújo e outras cerimónias), interior do nº 20, Abertura do ano no Colégio Militar, interior, Nº 21, Nº 25, nº 26 e seguintes. A capa do nº 253 de 1933, é ilustrada com fotografia de Carmona, o nº 306, de 22 de Abril de 1934 apresenta uma homenagem a Carmona, com grande fotografia na capa e outras nas páginas 12 e 13 e o  nº374, de 11 de Agosto de 1935, inclui na página 10 a reportagem da presença do General Carmona, acompanhado por Duarte Pacheco, na inauguração das instalações da Emissora Nacional.  

Neste conjunto é possível seguir o início da ascensão política de António de Oliveira Salazar, de quem são publicadas fotografias que se virão a tornar icónicas, por exemplo no nº 27, como Ministro das Finanças, dando posse a Armindo Monteiro, como Director Geral da Estatística; a capa do nº 212, de 3 de Julho de 1932 com fotografia de Denis Salgado, com a legenda: «O ditador Oliveira Salazar toma conta do Governo Português»; interior do nº 213, de 10 de Julho de 1932, fotografia de Salazar discursando no acto de posse; na contracapa do º 217, Salazar no funeral de D. Manuel II; fotografia de capa do nº 233, de 27 de Novembro de 1932, com a legenda «O Chefe do Governo fala ao País», e na contracapa com fotografia dos presentes na cerimónia com a legenda: «Um grande acontecimento político, as directrizes futuras da ditadura»; fotografia de capa do nº 237 de 25 de Dezembro de 1932 e 2 páginas interiores, com António Ferro, com a legenda: A expressão de Salazar está nos Painéis de Nuno Gonçalves; capa do nº 250 de 26 de Março de 1933, com a legenda: «Uma fotografia para a história do 28 de Maio, Oliveira Salazar o ditador português, vota a Nova Constituição!»; interior do nº 253 de 16 de Abril de 1933, com fotografia da cerimónia da tomada de posse de Oliveira Salazar como chefe do primeiro governo depois da Constituição de 1933; a contracapa do nº 260 de 4 de Junho de 1933, com fotografia de Salazar a discursar na Sessão Festiva no Coliseu, das comemorações do aniversário do 28 de Maio, com Garrafa de Porto Borges em destaque, tal como na fotografia da contracapa do nº 233; o nº 263, de 25 de Junho de 1933, tem a capa dedicada a um astrólogo com o signo de Oliveira Salazar em destaque. O nº 370 de 14 de Julho de 1935 dedica a capa e as páginas 3 e 4  à reportagem das homenagens a Salazar pelo 3º Ano na Presidência do Ministério. 

As colónias de Portugal merecem continuada atenção de que são exemplos os seguintes artigos: o nº 216 apresenta reportagem sobre a visita do Ministro das Colónias, Armindo Monteiro, a Angola e no nº 261 sobre a visita do mesmo às Minas de Diamantes do Dundo em Angola. Os números 224 a 226 incluem reportagens e artigos sobre o Império Colonial Português e a visita a Lisboa de delegações das colónias, tal como os Fulas da Guiné. A Exposição Colonial de Lisboa, é divulgada em muitas reportagens a partir do número 310, de 20 de Maio de 1934, que lhe dedica a capa.    

Muitos números contêm reportagens sobre as visitas de navios de guerra estrangeiros a Lisboa e a visita do Zeppelin na capa do nº 46. O nº 7, de 29 de Julho, inclui reportagem dos combates de rua de 28 de Julho de 1928. Muitos números apresentam reportagens sobre os pioneiros da aviação, incluindo a viagem aérea a Moçambique. Nos últimos números desta publicação é concedido grande destaque ao programa de rearmamento da Marinha de Guerra com a chegada a Lisboa de embarcações fabricadas em Inglaterra e a construção e lançamento à água de embarcações fabricadas em Portugal, sendo exemplo o nº 371 de 21 de Julho de 1935 que dedica a capa e as páginas 4 e 5 a uma reportagem sobre as manobras navais com as novas embarcações de guerra.  

Comemorações dos aniversários da Batalha de Aljubarrota e do Condestável Nuno Álvares Pereira, nomeadamente no nº 375, de 18 de Agosto de 1935. O nº 22 de 11 de Novembro de 1918, com 32 páginas, é consagrado à reportagem das comemorações da 1ª Guerra Mundial, que continua no nº 23, assunto que é tratado todas as vezes que passam efemérides da Guerra de 1914-1918. O nº 48 inclui reportagem sobre o futuro Monumento ao Marquês de Pombal e o nº 310, de 20 de Maio de 1934 apresenta a reportagem da inauguração do referido monumento, com a presença de Duarte Pacheco. O nº 240 de 15 de Janeiro de 1933, apresenta reportagem sobre a inauguração do Monumento da Guerra Peninsular, em Entrecampos. Inclui também reportagens de muitos cortejos históricos evocativos de datas fundamentais da história de Portugal, tal como a reportagem publicada no nº 366, de 16 de Junho de 1935, sobre o espectáculo evocativo dos Doze de Inglaterra organizado por Leitão de Barros e que decorreu nos Claustros do Mosteiro dos Jerónimos.  

As reportagens sobre temas internacionais incluem o acompanhamento da situação na Alemanha e a ascensão de Hitler, com reportagens de Armando de Aguiar, nos números 218 e 226, sobre a ascensão do Partido Nazi de Hitler e o forte sentimento militarista dominante na sociedade alemã e no 336, de 18 de Janeiro de 1934 um artigo sobre Hitler como orador.

 15 volumes (34.5x26 cm) with over 9,500 pp.

Binding: Half-calf with gilt tools on spine. The first series is kept in a box file with book spine. 

Profusely illustrated on covers and text with high quality black and white pictures that document all the aspects of Portuguese life and a good sample of international events authored by Ferreira da Cunha, Raul Reis, Maurício de Oliveira, Firmino do Carmo, Vaissier, Nogueira de Brito, Salazar Diniz, Salgado, and Horácio Novais.

Complete collection of the first and second series of this magazine, in a total of 394 issues published between 1928 (Nº 1 of 1st Series on March  18th, 1928; Nº 1 of 2nd series on June 17th, 1928; to Nº 382 dated October 6, 1935), each issue with 245 pages. The Christmas issues have 42 pages.

The third volume of the second series has some defects at the margins. 

A very valuable and rare collection. A very important and indispensable source for the study of the cultural, artistic, sportive, social, and political life in Portugal during a key period of Portuguese History that runs from the Military Dictatorship to the establishment of “Estado Novo”. A periodic publication characterized by its remarkable aesthetics of the covers. 

STRUCTURE OF THE ISSUES  

Generally each issue was structured as follows:

The pairs of the initial and final pages, after and before the covers (which are included in the pagination), i.e. pages 2-3 and 22-23 contain a large amount of advertisements, which are on their own a valuable source for the study of the history of publicity and economy. Pages 4 and 5 were dedicated to a review of a movie, theatre play, and other shows and exhibitions. Pages 6 and 7 contain novels in feuilleton, advertisements, and book reviews. Pages 8 and 9 are completely illustrated with photos sent for contests promoted by the magazine and photos of news like the coming home from Amsterdam of the National Football Team. Pages 10 and 11 have news, different chronicles, sports articles, curiosities and movie reviews. Pages 12 and 13 are totally illustrated with photos documenting religious ceremonies, and events of high society, Public Administration, diplomacy, and politics. Pages 14 and 15 include more chronicles, theatre reviews, illustrated jokes, and advertisements. Pages 16 e 17, completely illustrated, are dedicated to the arts. Pages 18 and 19 include literary texts, reviews of classic music and jazz, texts about bullfighting, extensions of articles from previous pages, charades, enigmas, chess and checkers. Pages 20 and 21, also completely illustrate, are dedicated to curiosities and different subjects, like news on car accidents, tourism at the beaches in Espinho and Madeira in December 1932.

 

Referência: 2001PG050
Local: M-8-E-12


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters