RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MEARIM, (2º Barão de) GENEALOGIA DO BARÃO DE MEARIM.

Imprensa Libanio da Silva. Lisboa. 1923.

De 33x25,5 cm. Com [vi], 308 págs. Brochado.

Ilustrado com 10 extratextos sobre papel couché de menores dimensões, com a reprodução de brasões de armas e retratos dos ascendentes do autor, quase todos em magníficas policromias. Todas elas se econtram protegidas por folhas de papel vegetal. Apresenta ainda oito árvores genealógicas em extratextos desdobráveis nas páginas 294 a 301.

Exemplar n.º 239 de uma tiragem restrita fora do comércio, de 250. As capas de brochura estão soltas e apresenta um ex libris de. Magnífica edição em grand papier. Muito raro.

Obra muito importante para o estudo da nobreza brasileira e dos seus ascendentes portugueses.

Contém a biografia do Brigadeiro José Teodoro Correia de Azevedo Coutinho, as genealogias dos seus ascendentes e descendentes e dos ramos colaterais, com destaque para os Barões de Bagé, tudo acompanhado da transcrição de documentos comprovativos como: alvarás, decretos, cartas de Brasão de armas de Nobreza e Fidalguia, Autos de justificação e sentença de Nobreza e Fidalguia, Informação e parecer da limpeza de sangue e geração, Sentença dos inquisidores de Lisboa, informação ao Conselho dos Inquisidores, Sentença do Conselho Geral dos inquisidores de Lisboa, decreto concedendo o Hábito de Cristo, certidão de Baptismo, certidão de casamento, certidão de óbito, atestados e cartas patentes. Inclui bibliografia e índice.

O Dr. Pedro Henrique da Gama Guimarães nasceu em São Luís do Maranhão, veio para Lisboa em 1874, aqui formou-se em Farmácia em 1886 e em Medicina em 1890. Casou com D. Leopoldina Amélia Rebelo em 1889, falecida em 1917. Foi autorizado pelo Rei D. Manuel II, em 1 de Novembro de 1920, a usar o título concedido a seu bisavô, o Brigadeiro José Teodoro Correia de Azevedo Coutinho, pelo Imperador do Brasil em 1849.

José Teodoro Correia de Azevedo Coutinho (Alcântara, Maranhão 1775 - 1855) seguiu a carreira das armas e reformou-se no posto de Brigadeiro em 1844. Foi armado Cavaleiro Professo na Ordem de Cristo, por Alvará do Rei de Portugal, D. João VI, em 1820; em 8 de Abril de 1821, por carta de Brazão de Armas, teve a Mercê da Fidalguia e Nobreza para si e todos os seus descendentes. Em 1830, por Decreto do Imperador do Brasil, obteve a mercê de Comendador da Ordem de Cristo e por Carta do Imperador do Brasil de 1 de Junho de 1849 obteve a mercê do título de barão de Mearim, Vila e Município da Província do Maranhão, onde possuía vastas propriedades e tinha realizado muitos melhoramentos e benefícios.

Referência: 1801PG107
Local: SACO SB115


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters