RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MACEDO. (José Agostinho de) OS BURROS OU O REINADO DA SANDICE; POEMA HEROI-COMICO-SATYRICO EM SEIS CANTOS.

De … Facit indignatio versum. Juvenal. PARIS. NA OFFICINA DE RIGNOUX, Rue des Francs-Bourgeois-S. Michel. M DCCC XXVII. (1827)

De 10,2x7,4 cm. com [iv], iv, 136 págs.

Encadernação da época, com lombada em pele com ferros a ouro e cortes de folhas carminados.

As folhas iniciais, sem numeração, incluem o ante-rosto e a folha de rosto, as páginas numeradas i a iv contêm o prólogo, no fim do poema em decassílabos brancos, decorrem as notas da página 131 à 136.

1ª edição deste célebre e polémico poema satírico. Existem muitas versões manuscritas, pois o autor foi alterando constantemente o poema, e também várias edições impressas nenhuma delas completa, incluindo uma das últimas por Raul Rego.

A virulência do poema, em que são satirizadas e atacadas numerosas personalidades da Igreja da sociedade civil e em especial numerosos escritores, geralmente de tendências liberais, terá contribuído para não existir ainda nenhuma edição completa.

É uma obra notável e muito importante para conhecer a sociedade portuguesa do início do século XIX, marcada pelos ecos da Revolução Francesa, pelas Invasões Napoleónicas, a prolongada ausência do Rei D. João VI, a revolução liberal e os conflitos entre liberais e absolutistas que iriam dar origem à Guerra Civil.

José Agostinho de Macedo (Beja 11-09-1761 - Pedrouços 02-10-1831) é o maior escritor da transição do século XVIII para o XIX, necessitando a sua vasta obra de ser estudada e editada. É constituída por poesia épica e lírica, peças de teatro, oratória sagrada, crítica literária, polémicas literárias e políticas.

Inocêncio IV. 181-188. 2172) Os Burros, ou o reinado da Sandice: Poema heroi-comico-satyrico em seis cantos. Esta satyra, talvez a mais virulenta de todas as que até agora appareceram na republica das letras, foi composta primeiro em quatro cantos, no anno de 1812, e accrescentada depois com mais dous intercalares (o quarto e quinto) em 1814. Depois soffreu por vezes diversas modificações com a introducção de novos trechos ou episodios, substituição e exclusão de outros, etc.; mas conservando sempre a mesma divisão de cantos, que o auctor só pouco tempo antes do seu falecimento se propunha alterar, augmentando-a ainda de dous novos cantos, de sorte que o poema devia ficar com oito. Não chegou porém d"elles a escrever cousa alguma, e só sim refundiu para este effeito os tres primeiros, e parte do quarto antigos. […]edição, feita egualmente em París, na Offic. de Casimir, 1835. 32.º numerada de pag. 198 a 379 […] Pouca differença faz da sobredita de 1827, […] Um pequeno trecho do canto 1.º sahiu inserto (não sem alguns córtes) na Mnemósine Lusitana, tomo II (1817) a pag. 301, com o titulo Descripção de uma figura hedionda.

Referência: 1807PG030
Local: M-7-D-24


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters