RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



GOMES DA MATA, António. TESTAMENTO QUE FEZ ANTONIO GOMEZ DA MATA Correio mòr que foi deste Reyno de Portugal.

[Vinheta com o móvel heráldico dos Matas]. Com todas as licenças necessarias. EM LISBOA. Na Officina Craesbeeckiana. Anno 1652. A custa de Francisco Soares livreiro na rua nova.

In 4º (de 19x14 cm) com [4], 136 págs.

Encadernação da época em pergaminho flexível com título caligráfico manuscrito na pasta anterior, folhas de guarda renovadas.

Ilustrado com uma vinheta tipográfica, com o móvel heráldico dos Matas, e uma capitular xilográfica no início do texto.

Exemplar com uma extensa nota bibliográfica, do princípio do século XIX, manuscrita no verso das duas pastas da encadernação, que transcrevemos mais abaixo, provavelmente feita pela mesma mão do título caligráfico da encadernação.

Obra de grande interesse para a história económica do século XVII e também para o estudo do direito sucessório em Portugal.

O cargo de Correio-Mor do reino foi instituído por D. Manuel I em 1520, o seu primeiro titular foi Luís Homem. Este cargo foi atribuído por nomeação régia até 1606, ano em que foi vendido por Filipe II a título hereditário ao 5º Correio-mor Luís Gomes da Mata Coronel, em 1641 foi confirmado por El Rei D. João IV em Morgado para todos os descendentes. Finalmente em 1797, o cargo hereditário de Correio-Mor foi extinto por D. Maria I. O Estado reivindicou para si o monopólio dos correios, a família Sousa Coutinho que o deteve durante quase 200 anos, recebeu como última recompensa benefícios pecuniários, a promoção na carreira militar e o título de Marquês de Penafiel.

No Museu de Arte Antiga de Lisboa existe um retrato, de autor anónimo, do 6º Correio-mor, António Gomes da Mata.

Nota bibliográfica: «Não vem na Biblioteca Lusitana nem no Catalogo das [...] Este testamento é o mais completo contraste com as suspeitas que alguém pretendia lançar sobre a fé do Correio-Mor, como se mostra de um documento que existe no Museu Britânico, biblioteca Egertoniana, códice nº 1133, Tomo 3º, fólio 158, e que segundo o extrato dado por Figanier e no respectivo Catálogo a página 222, é uma Petição de Cristóvão de Sousa Coutinho senhor da Casa de Baião em Portugal para o lugar de Correio mór fundando a sua pretensão em ter casado sem dote com a filha maior de Manuel de Gouveia, já falecido sem filho varão, e último da sua família o qual tinha este ofício. António Gomes da Matta, tinha o lugar, mas como era hebreu, julgava que era conveniente que este o conservasse, etc. || O ofício de Correio mor foi dado por Filipe 2º a Luís Gomes da Mata, e depois foi confirmado por El Rei D. João IV em Morgado para ele, e todos os seus descendentes. No ano de 1712 era Luis Victorio de Sousa Coutinho o 5º Correio mor do Reino, que vivia solteiro. Duarte de Sousa Coutinho 4º Correio mor do Reino que casou com D. Isabel Caffaro [filha do Marquês D. Tomás Caffaro] Barão do Gré, Conservador do Reino da Sicília, e primeiro Senador de Messina, General da Artilharia da mesma cidade».

 

  In 4º. 19x14 cm. [4], 136 pp.

Binding: Contemporary flexible parchment with handwritten calligraphic title on the front board, renewed endpapers.

Title page illustrated with typographic vignette, with a heraldic element of the family Matta, and a wood-printed capital letter at the beginning of the text.

With an extensive bibliographic note of the early 19th century (see transcript below), handwritten on the back of both boards, probably by the same person who wrote the calligraphic title on the binding.

A work of utmost interest for the Portuguese economic history of the 17th century and also for the study of the succession law in Portugal.

The position and title of High-Courier of the Kingdom was created in 1520 by His Highness King Manuel I, granting the title to Luís Homem. Until 1606, the king nominated the High-Courier, but then Philip II sold the position as a hereditary title to the 5th High-Courier, Luís Gomes da Mata Coronel. In 1641 this was confirmed by His Highness King João IV, declaring that all the male firstborns were to inherit the title and position. Finally in 1797, Queen Maria I declared the hereditary position extinguished. The State got the monopoly of the post-office and the Sousa Coutinho family that had the title and position for more than 200 years, received as last reward pecuniary benefits, a promotion in the military career, and the title of Marquis of Penafiel.

The Ancient Art Museum in Lisbon has a portrait, by an anonymous author, of the 6th High-Courier, António Gomes da Matta.

Bibliographic Note Transcript [free translation]: «It is not mentioned by the Lusitan Library or the catalogue of [...] This testament is the most complete contrast against the suspicions that someone intended to spread about the faith of the High-Courier , as shown in a document existing in the British Museum, Egertonian library, codex nº 1133, Tome 3º, folio 158, and that according to the extract given by Figanier and in the respective Catalogue, page 222 is a Petition of Cristóvão de Sousa Coutinho, Master of the Baião House in Portugal, for the post of High-Courier, basing his intent in the fact that he married without dowry the eldest daughter of Manuel de Gouveia, deceased with no male child, and last of his family and who had this profession. António Gomes da Matta had the job but since he was a Hebrew he deemed convenient to keep it, etc. || The job of High-Courier was granted to Luís Gomes da Mata by King Philip II, and later confirmed by His Highness King João IV for him and all his descendants. In 1712 Luis Victorio de Sousa Coutinho was the 5th High-Courier, who was single. Duarte de Sousa Coutinho 4th High-Courier of the kingdom who married Lady Isabel Caffaro [daughter of the Marquis Tomás Caffaro], Baron of the Gré, Conservator of the Kingdom of Sicily, and first Senator of Messina, Artillery General of the same city».

Referência: 1501NM002
Local: M-11-C-31


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters