RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS, QUADRO A ÓLEO PINTADO SOBRE MADEIRA.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



SILVEIRA. (Frei António da) EPITOME DA VIDA DE Sta. JOANNA, PRINCEZA DE PORTUGAL, [ENCADERNAÇÃO ARTÍSTICA SÉC. XVIII.]

Religiosa da Ordem de S. Domingos, CHAMADA VULGARMENTE A SANTA PRINCEZA. TRADUZIDO DO ITALIANO em Portuguez, e accrescentado POR HUM SEU DEVOTO. LISBOA: Na Officina de MANOEL SOARES, Anno de MDCCLV [1755].

In 4º de 20,2x14,4 cm. Com [xx], 208 págs. 

Encadernação artística da época em marroquin vermelho com finos ferros a ouro na lombada (por casas fechadas) e nas pastas rolados em esquadria com motivos florais em super-libris. Cortes dourados por folhas.

Ilustrado com uma gravura com junto ao rosto, com um retrato da Santa (com a subscrição Nicos. fecit. — et impressit. Viana), gravado a talhe-doce que, no entanto, não corresponde ao que é registado por Ernesto Soares (História, 1899) que foi gravado por Joaquim Carneiro da Silva, segundo original do próprio (subscrição: I.C. Sª. inv et sculp.). Corte das folhas ligeiramente carminado. Impresso em papel de linho avergoado.

Exemplar com leves e desvanecidos vestígios marginais de humidade nas folhas iniciais.

Obra publicada anónima e traduzida por Frei António da Silveira. Sobre a identidade do tradutor, as opiniões também não são unânimes: Inocêncio (I, p. 272), afirma ter sido o dominicano Frei António da Silveira, enquanto que Gonçalves Rodrigues (Tradução, 906) indica o nome de Manuel José Martins dos Santos. No fim traz uma notícia bibliográfica de todos os escritores naturais e estranhos, que tratarem da vida e acções desta princesa canonizada.

Santa Joana (Lisboa 8-02-1452 - Aveiro 12-05-1490) era filha de D. Afonso V e de D. Isabel e irmã de D. João II. Foi beatificada a 4 de Abril de 1693, por Inocêncio XII e declarada, em 5 de Janeiro de 1965, especial protectora de Aveiro, pelo papa Paulo VI. Recebeu uma esmerada educação a cargo de dois humanístas - Cataldo Áquila e Parísio Sículo, foi jurada princesa herdeira e foi regente do reino em 1471, durante a expedição de seu pai a Arzila. Em 1475 entrou para o Convento de Jesus em Aveiro.

Inocêncio I, 272: “Fr. Antonio da Silveira, Dominicano, natural do Porto, segundo uns, ou de villa d"Azurara conforme outros, n. em 1721 e m. em 1786. Epitome da vida de Sancta Joanna, Princeza de Portugal, religiosa da ordem de S. Domingos, chamada vulgarmente a Sancta Princeza. Lisboa, por Manuel Soares 1755. 4.o de XX 208 pag. com um retrato. - É tradução do italiano, mas adicionada pelo tradutor, que a publicou ocultando o seu nome. No fim traz uma notícia bibliográfica de todos os escritores naturais e estranhos, que tratarem da vida e acções desta princesa canonizada”.

Referência: 1303JC024
Local: M-9-A-60


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters