RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS, QUADRO A ÓLEO PINTADO SOBRE MADEIRA.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ELÍSIO. (Filinto) OBRAS COMPLETAS

DE FILINTO ELYSIO. Segunda edição, emendada, e accrescentada com muitas Obras inéditas, e com o retrato do Autor. PARÎS, Na officina de A. Bobbée. 1817-1819.

11 Volumes de 20,5x13,5 cm. Com [xvi], 448, [viii]; 464; 572; 446, [i]; 455; 567; xxi, 382; 464; 478; 556, e 624 págs.

Encadernações da época, inteiras de pele, com ferros a ouro, cansadas e com alguns cantos, coifas e charneiras danificadas.

Exemplar com ligeiros trabalhos de traça nas últimas folhas e nas lombadas. Falta a folha de rosto e o retrato do autor no 1º volume.

Obras de Filinto onde se incluem, entre outras, as traduções de: Os Martires ou Triunfo da Religião Cristã, de Chateaubriand; As Cartas de uma Religiosa Portuguesa; as fábulas de Jean de Lafontaine; O tratado do Sublime, de Longino; Os Sucessos de Madame Senneterre; Elogio do Dr. Ribeiro Sanches; e As Reflexões acerca da Poesia.

É a edição mais correcta e completa deste prolífico poeta neoclássico, imprescindível instrumento de trabalho para os estudiosos da literatura portuguesa da transição do século XVIII para o XIX.

Filinto Elísio (nome arcádico do P. Francisco Manuel Nascimento) viveu exilado em Paris até ao seu falecimento, desde que fugiu de Portugal, em 1778, para não ser preso pela Inquisição. Entre 1792 e 1797, foi secretário particular do Conde da Barca, embaixador de Portugal na Holanda.

A sua obra é muito importante para a cultura e literatura portuguesa nos seus aspectos críticos e históricos e como teorizador das técnicas de tradução.

Inocêncio II, 446: ‘Francisco Manoel do Nascimento, Presbytero secular, conhecido egualmente pelo nome poetico de Filinto Elysio, que adoptou depois de ter algum tempo usado do de Filinto Niceno. Nasceu em Lisboa, em 1734. [...] Dotado de compleição physica assás vigorosa, prolongou a sua vida até os 85 annos; Atacado de molestia, que o doutor Constancio, seu facultativo, capitulou de hydropesia de peito, succumbiu aos 25 de Fevereiro de 1819.

Obras completas de Filinto Elysio, segunda edição emendada e accrescentada com muitas obras ineditas e o retrato do auctor. Paris, na Offic. de A. Bobée 1817 1819. 8.º gr. 11 tomos. Esta edição (…) foi emprehendida e concluida segundo ouvi, á custa de Domingos Ribeiro França, livreiro da cidade do Porto, que pessoalmente se dirigiu a París, a fim de contractar com Filinto a compra de suas obras, tanto impressas como ineditas. O dr. Constancio foi encarregado da revisão das provas, incumbencia que não desempenhou tão bem como era de esperar; e attente se em prova para as immensas tabellas d’erratas, collocadas no fim dos volumes. É d’elle o Aviso ao leitor que vem no tomo I de pág. 1 a 8. Filinto não pôde vêr terminada a edição, por falecer logo apoz a publicação do tomo VIII. (…)

Tomo I de 448 pág. Consta em geral de odes, sonetos, e outras poesias lyricas e miscellaneas, tudo já impresso (com diminutissima excepção) nos tomo I e II da antiga edição) que com o titulo de Versos de Filinto Elysio o auctor publicára em París em 1798 e annos seguintes.

Tomo II de 461 pág. Contém as versões do Oberon, poema de Wieland e da Segunda Guerra Punica de Silio Italico.

Tomo III de 560 pág. (alias 570, pela razão dada no fim). Encerra as poesias avulsas de Filinto até então ineditas, tornando se entre estas notaveis as versões por elle feitas de 38 odes de Ramler, poeta allemão falecido em 1798: mais varias composições do seu velho amigo Domingos Maximiano Torres; e a final, algumas suas já impressas.

Tomo IV de 462 pág. As poesias de diversos generos, contidas n’este tomo, são em geral as que formavam os tomos III e IV da primeira collecção, a que acima alludi, publicada com o titulo de Versos de Filinto Elysio, em 8.º.

Tomo V de 448 pág. Este volume é formado da reunião dos versos, que o poeta publicára por diversas vezes, em pequenos folhetos avulsos, quasi todos sem rosto ou titulo especial e no formato de 8.º pequeno; de modo que, reunidos e enquadernados juntos, serviam de V e VI na antiga collecção dos Versos de Filinto. É neste, volume que se encontram todas, ou quasi todas as producções do auctor, que podem merecer a qualificação de irreligiosas, e algumas o são de certo.

Tomo VI de 556 pág. É todo preenchido com a traducção das Fabulas de Lafontaine, a que antecede a vida d’este poeta.

Tomo VII de XXXII 379 pág. e Tomo VIII de 461 pág. Ambos estes volumes encerram unicamente a versão do poema Os Martyres de Chateaubriand, de que já antes se fizera edição em separado, dedicada pelo auctor ao seu antigo amigo e protector Conde da Barca.

Tomo IX de 467 pág. Este e o seguinte volume, comprehendem sómente obras em prosa. Neste se incluem: 1.° O Elogio do doutor Antonio Nunes Ribeiro Sanches, composto em francez por Vicq d’Azyr, e traduzido por Filinto, que vi impresso anteriormente em folheto separado, mas não posso recordar-me da data da impressão. 2.º A traducção de Zadig, ou o destino, historia oriental, de Voltaire; diz Francisco Manuel que fizera esta versão ainda em Lisboa, isto é, antes de 1778, «para comprazer a uma menina, que lh’a pedíra.» 3.° Verdadeira historia dos successos de Armindo e Florisa, escripta em França por um parente de ambos em 1588. 4.° Discurso ácerca de Horacio e suas obras, escripto por Francisco Manuel em 1809, e que sahiu inserto em tres numeros do Investigador Portuguez em Inglaterra no anno de 1814. 5.° Tentame ácerca da sociedade dos litteratos com os grandes, Reflexões ácerca da poesia, Reflexões sobre a historia, e Observações sobre a arte de traduzir, opusculos todos de d’Alembert, e vertidos por Filinto das Mélanges de Litterature, d’Histoire, et de Philosophie do mesmo auctor.

Tomo X de 555 pág. Contém: l.º Successos de Madama de Senneterre, novella, traduzida do francez. 2.º Heroicidade do amor e da amisade, dita. 3.º Cartas de uma religiosa portugueza (Vej. n’este Diccionario o artigo D. Marianna Alcoforado). 4.º Os Heroes de novella, apologo dialogal traduzido de Boileau. Tomo XI de 619 pág. Contém até pág. 288, sob a indicação de Ultimas obras, um bom numero de poesias varias, quasi todas ainda ineditas, originaes e traduzidas; a versão completa da Andromacha, tragedia de Racine; dous actos do Coriolano de Laharpe; um fragmento da Iphigenia em Aulis, de Racine; parte do livro I da Pharsalia de Lucano, etc. etc. O resto do volume é preenchido com a traducção do Tratado do sublime de Longino (feita sobre a versão de Boileau), e com uma novella, egualmente traduzida do francez, e intitulada a Voz da Natureza. É tambem n’este volume que se acha a derradeira producção de Francisco Manuel; isto é, a versão por elle feita poucos dias antes de falecer, da ode do sr. Raynouard a Camões. (V. Heliodoro Jacinto de Araujo Carneiro.) O autographo d’esta versão escripto inteiramente do punho de Filinto, e de letra bem legivel e clara, existe hoje em poder do sr. Barbosa Marreca’.

Referência: 1210JC140
Local: I-193-C-1


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters