RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ALVES CRESPO. THEATRO EM VERSO [3 PEÇAS DE TEATRO]

De... Um jogo de cartas. 2ª. edição. Representada no theatro de D. Maria II, em Lisboa, em Março de 1885, e, pelos mesmos actores, no theatro do Principe Real, no Porto. Typographia do Dia. Lisboa. 1900.

De 18x11,5 cm. Com 33; 30; 18 págs. Brochado. Ilustrado com cabeção no inicio de cada peça.

Exemplar com dedicatória do Autor na folha de anterrosto e pequenas falhas na lombada.

Com paginação e folhas de rosto próprias inclui as duas peças de teatro seguintes: 

João Maria. Drama em um acto, em verso de autoria de Andrè Theuriet. Representado pela 1.ª vez no Odeon, em 11 d`Outubro de 1871, pela eminente actriz Sarah Bernhardt e pela mesma actiz no theatro de S. Carlos, em Lisboa em 1895. Tradução de Alves crespo. 1896.

A banhos. Monologo em verso. (Chronica da vida nas praias). Lisboa. 1895.

Alves Crespo, (Marinha Grande, 1847 - Ericeira, 1907), médico e escritor. Exerceu clínica na Ericeira e publicou poesia em vários jornais, tendo-a reunido depois, num volume intitulado Escola. Foi também autor das comédias em verso e em 1 ato Jogo de Cartas e Feliz Engano, representadas, com êxito, no Teatro Nacional, em 1885 e em 1915, respetivamente, além de outras que terão ficado inéditas. Postumamente (1909) saiu uma compilação dos seus versos, sob o título Versos de Alves Crespo.

Referência: 3003NL011
Local: I-6-D-390


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters