RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



SANTARÉM. (Manuel Francisco Leitão e Carvalhosa, 2º Visconde de) MEMORIA SOBRE A PRIORIDADE DOS DESCOBRIMENTOS PORTUGUEZES NA COSTA D’AFRICA OCCIDENTAL,

Para servir de illustração Á Chronica da Conquista de Guiné por Azurara, pelo Visconde de Santarem, Da Academia Real das Sciencias de Lisboa, e de um grande numero de Academias e Sociedades sabias estrangeiras. Na Livraria Portugueza de J.-P. Aillaud. Pariz. 1841.

De 21,5x14 cm. com [iv], viii, 9-245, [iii] págs. Encadernação da época com lombada em pele, com ferros a ouro e folhas de guarda decorativas. Tem o corte das folhas mosqueado.

Exemplar apresenta algum desgaste nas coifas, principalmente na superior, e manchas de humidade na maioria dos fólios e no corte das folhas. Tem um carimbo oleográfico na folha de anterrosto e uma folha em anexo, em papel avergoado, com informação bibliográfica manuscrita, referindo o seguinte: «Livro muito raro, ao que o Camillo diz que se tiraram apenas 500 exemplares, e nunca esteve à venda». Com data anotada a lápis no canto superior direito da folha de rosto.

Impresso na Officina Typographica de Fain e Thunot,  junto ao Odeón, Pariz. Apresenta as Erratas ao final.

Obra rara e procurada pois foi publicada numa tiragem restrita de 500 exemplares impressos por ordem do Governo Português, fora do mercado. Foram editados outros 1000, em francês, com o título: «Recherches Sur La Priorité De La Découverte Des Pays Situés Sur La Côte Occidentale D"Afrique…» em 1842, por Vve Dondey-Dupré, Paris.

Trabalho de investigação de grande rigor e valia elaborado para contrariar as falsas alegações que os portugueses não teriam sido os primeiros a dobrar o cabo Bojador.

O 2º Visconde de Santarém (Lisboa (?), 1791 - Paris, 1856) é um dos maiores eruditos e historiadores de Portugal, tendo tido também importante participação nas questões políticas, enquanto partidário de D. Miguel. Tem um lugar marcante como estudioso dos descobrimentos e da cartografia portuguesa.

Ref.: Inocêncio V, 435/436 e XVI, 216.

Referência: 2103SB006
Local: SACO SB118-5


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters