RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MACEDO. (José Agostinho de) OS BURROS.

Por José Agostinho de Macedo, Composto em 1812 e Impresso Agora pela Primeira Vez. LISBOA: 1837. Na Typographia da Rua direita do Salitre Nº 199.

In 8º de 19,6x14 cm. Com 83, 52 págs. Brochado.

Ilustrado, na folha de rosto, com a figura de um burro em pé vestido como uma pessoa.   

3ª Edição deste poema satírico, que contém os dois primeiros cantos. A 1ª edição foi publicada em Paris, 1827, onde também foi publicada uma 2ª edição em 1835. 

Contém Aviso do Editor de página 3 a 5, a dedicatória de José Agostinho de Macedo ao Geral dos Bernardos, nas páginas 7 a 9, a Introdução de 11 a 20, o Prólogo na página 20. A página 21 apresenta uma citação do salmo 48, da 23 à 83 decorre o primeiro canto e a segunda paginação contém o segundo canto.  

Deste célebre e polémico poema satírico existem muitas versões manuscritas, pois o autor foi alterando constantemente o poema e também várias edições impressas nenhuma delas satisfatórias, incluindo uma das últimas por Raul Rego.

A virulência do poema, em que são satirizadas e atacadas numerosas personalidades da Igreja da sociedade civil e em especial numerosos escritores, geralmente de tendências liberais e ligados à Maçonaria, terá contribuído para não existir ainda nenhuma edição completa.

É uma obra notável e muito importante para conhecer a sociedade portuguesa do início do século XIX, marcada pelos ecos da Revolução Francesa, pelas invasões napoleónicas, a prolongada ausência do Rei D. João VI, a revolução liberal e os conflitos entre liberais e absolutistas que iriam desembocar na Guerra Civil.

José Agostinho de Macedo (Beja, 11-09-1761 - Pedrouços, 02-10-1831) é o maior escritor da transição do século XVIII para o XIX, necessitando a sua vasta obra de ser estudada e editada. É constituída por poesia épica e lírica, peças de teatro, oratória sagrada, crítica literária, polémicas literárias e políticas.

Ref.: Inocêncio IV, 188.   

Referência: 2102PG012
Local: I-193-G-57


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters