RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



GUERRA JUNQUEIRO. (Abílio Manuel) A VELHICE DO PADRE ETERNO. [1.ª EDIÇÃO]

Editores Alvarim Pimenta e Joaquim Antunes Leitão. Porto. 1885.

De 24x15,5 cm. Com 211, [iv] págs. Brochado.

Exemplar com desgaste de manuseamento. Apresenta uma dedicatória do autor na folha de anterrosto e tem junto um bilhete postal com a fotografia do padre.

Neste livro Guerra Junqueiro dispara balas de metralhadora contra a Igreja, mas não contra Deus. O anticlericalismo de Junqueiro manifesta-se forte aqui, com críticas ferozes aos curas e aos papas, sua gula, avareza, ganância e todos os defeitos possíveis. Mas aparece também o sentimento de religiosidade, já que o autor não nega a existência de Deus, apenas a validade e moralidade da Igreja Católica. Este livro foi ilustrado por Leal da Câmara, que reflecte em suas aguarelas os sentimentos e impressões de Guerra Junqueiro, com padres bonacheirões e imagens como a de Jesus conversando com Voltaire e Deus escarrando. Junqueiro usa rimas em todos os versos, apesar de não se prender exageradamente a métrica.

 

Referência: 2102MA182
Local: SACO PG63

INEXISTENTE





Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters