RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



SILVA DIAS. (José Sebastião da) CORRENTES DE SENTIMENTO RELIGIOSO EM PORTUGAL (SÉCULOS XVI A XVIII)

Tomo I. [Volume I e II] Série de Cultura Portuguesa. Faculdade de Letras. Instituto de Estudos Filosóficos. Universidade de Coimbra. 1960. 

2 Volumes de 22,5x16 cm. Com 457; [iv], 459-750, [i] págs. Brochado

Exemplar por abrir, como novo. 

Livro com a numeração continuada do 1º para o 2º volume, que tem 4 páginas sem numeração no início.   

Obra estruturada em dez capítulos, no primeiro volume, com os seguintes títulos: I - Os preliminares europeus, II - A crise religiosa do século XV, III - A reforma da vida diocesana, IV - A reforma da vida monástica, V - A reforma das ordens activas, VI - O signo de Erasmo e de Lutero, VII - As influências estrangeiras, VIII - A piedade nova, IX - O iluminismo e suas manifestações, X - Restauração Católica e Contra-Reforma. O segundo volume contém notas aos capítulos com a transcrição de numerosos documentos da época e pequenos estudos que aprofundam questões tratadas no primeiro volume o que espelha a exigência e o rigor que carateriza a obra de Silva Dias, ou seja como ele diz logo no início do prólogo: O livro que vai ler-se foi escrito com a preocupação de uma autenticidade exacta.

O autor pretende descobrir as atitudes de pensamento e das expressões vitais da sensibilidade religiosa em face dos problemas da vivência e da concepção do Cristianismo nas suas relações com a relização do destino do homem no cosmos. Como ele afirma: «O objecto da nossa exposição é a maneira de sentir, de viver e compreender, a mensagem cristã e suas projecções espirituais num ciclo dado de cultura».          

José Sebastião da Silva Dias (Arcos de Valdevez 1916 - Lisboa 1994) Formado em direito, doutorado em filosofia, professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, foi um brilhante e fecundo investigador e professor, distinguindo-se pelo grande número de discípulos que preparou. Toda a sua investigação é uma continuada e lúcida tentativa de compreensão da cultura Portuguesa, sem submissão a visões superficiais e ideológicas. Em Coimbra criou o Instituto de História e Teoria das Ideias, fundou o Centro de História da Sociedade e da Cultura e lançou a Revista de História das Ideias. Em 1980 transferiu-se para a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde foi o responsável científico pelo Centro de História da Cultura e fundou a revista Cultura, História, Filosofia. 

Referência: 2012PG009
Local: I-189-C-14


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters