RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CHELMICKI. (José Conrado Carlos de) e Francisco Adolfo de Varnhagen. COROGRAFIA CABO-VERDIANA.

ou descrição geographico-historica da provincia das ilhas de Cabo-Verde e Guiné publicada por... Tenente do Corpo d´ Engenheiros e... Lisboa. 1841. Tomo I e [Tomo II].

2 volumes encadernados em 1. De 20x13.5 cm. Com [viii], vi, 304 e [ii] 511 págs.

Encadernação da época com lombada em pele com finos ferros a ouro.

Ilustrado com 6 mapas e gravuras desdobráveis em extratexto, 3 no primeiro volume e 2 no segundo.

Impresso em papel de grande qualidade, pouco encorpado e muito alvo.

Embora na folha de rosto do primeiro volume "por esquecimento" não conste o nome do brasileiro Varnhagen, o mesmo participou na escrita do texto, como ele próprio reclama no prólogo do segundo volume. Curiosamente, o nosso exemplar apresenta na folha de rosto do primeiro volume uma anotação a lápis com o nome de Francisco Adolfo de Varnhagen, ao lado do nome de Chelmicki.

Exemplar com etiqueta de biblioteca de J. F. da Costa na folha de guarda anterior. A gravura nº 1 encontra-se encadernada no segundo volume e a gravura n.º 4 é numerada 1ª.V. por erro tipográfico.

Leves manchas de acidez em alguns cadernos do segundo volume, próprias do tipo de papel utilizado na impressão.

Obra com a descrição das ilhas do arquipélago do Cabo Verde e da costa da Guiné. Relata os acontecimentos históricos, bem como os usos e costumes das populações locais. Concentrando-se nas questões comerciais, descreve e localiza geograficamente a indústria, os principais produtos e seus preços médios, as receitas e despesas e também as instalações militares, religiosas e administrativas, com cronologia dos bispos e governadores. Há ainda considerações acerca do clima, da fauna e da flora locais.

Os mapas e gravuras desdobráveis estão subordinados aos seguintes títulos: 1 - Carta do Arquipélago das Ilhas de Cabo Verde. 2 - Vista da Vila da Praia, Santiago. 3 - Planta do Porto da Vila da Praia da Ilha de S. Tiago. 4 - Peixes e Aves de Cabo Verde. 5 - Habitantes das Ilhas de Cabo Verde. 6 - Carta da Guiné portugueza.

José Carlos Conrado de Chelmicki (em Polaco - Józef Konrad Chełmicki), (Varsóvia, Polónia, 19 de Fevereiro de 1814 - Tavira, 28 de Junho de 1890) foi General do Exército Português. Era filho do juiz Tomás Félix de Chelmicki que fazia parte da nobreza polaca. Com 16 anos participou na revolta dos cadetes Polacos contra o invasor Russo (Novembro de 1830). Refugiou-se em Paris e cursou estudos militares na Sorbonne, especializando-se em engenharia e desenho. Animado por ideias liberais vem para Portugal com 19 anos para participar na Guerra Civil Portuguesa e alista-se na Legião Polaca de D. Maria da Glória.

Terminada a Guerra Civil Portuguesa, Chelmicki serviu o lado da Rainha Cristina de Espanha como enviado do Governo Português, em resposta ao pedido de ajuda do país vizinho que se via a braços com uma das guerras Carlistas. Constitui família em Portugal e fez carreira no Exército Português.

Chełmicki também foi explorador e cartógrafo. Participou na elaboração da Carta Geral do Reino de Portugal, mais tarde denominada Carta Corográfica do Reino, que teve como mentor Filipe Folque.

Dedicou-se a trabalhos de investigação em Cabo Verde e na Guiné. Deixou estudos valiosos em língua portuguesa, entre os quais se conta a ainda hoje obra de referência “Cartographia Cabo-Verdiana, ou descrição geográfico-histórica da província das ilhas de Cabo-Verde e Guiné” que publicou em co-autoria com Francisco Adolfo de Varnhagen, Visconde de Porto Seguro, militar, diplomata e historiador brasileiro, que tal como Chelmicki também lutou como voluntário nas tropas de D. Pedro IV.

Em 1888 retira-se para Tavira onde veio a falecer em 28 de Junho de 1890. Os seus restos mortais encontram-se no cemitério de Tavira.

Francisco Adolfo de Varnhagen, Visconde de Porto Seguro (Vila de Sorocaba, 17 de Fevereiro de 1816 — Viena, 26 de Junho de 1878) foi um militar, diplomata e historiador brasileiro, um renovador da metodologia de pesquisa histórica e autor de vários estudos, onde se destaca a primeira grande obra de síntese sobre a história do Brasil, a “História Geral do Brasil”, publicada em dois volumes entre 1854 e 1857, ainda hoje uma incontornável fonte histórica.

A partir de 1825, em Lisboa, estudou Matemáticas no Real Colégio Militar da Luz, Diplomática na Torre do Tombo, e frequentou a Academia da Marinha. Terminou os seus estudos como engenheiro militar em 1839 na Real Academia de Fortificação, Artilharia e Desenho. Iniciou a carreira militar à época das Guerras Liberais, como voluntário nas tropas de D. Pedro IV de Portugal que lutavam contra D. Miguel I de Portugal, obtendo a patente de 2º Tenente de artilharia. O envolvimento na política portuguesa dificultaria seu reconhecimento oficial como brasileiro nato.

 Chorography of Cape Verde or geographical and historical description of the Islands of Cape Verde and Guinea.

2 volumes bound in one. 20x13.5 cm with [viii], vi, 304 and [ii] 511 pp.

Binding: Contemporary half calf with gilt tools on spine.

Illustrated with 6 folded maps and engravings hors-text, 3 in the first volume and 2 in the second.

Printed in high quality, white, and not very thick paper.

Although on the first volume’s title page the name of the Brazilian Varhagen was “by mistake” not mentioned, he is co-author as he himself claims in the second volume. Interestingly, our copy has a pencil note on the title page “e [and] F.A. Vanhagen” in front of Chelmicki’s name.

Copy with library label of J. F. da Costa glued on the paste down front endpaper. Engraving nº 1 is bound on the second volume and engraving nº 4 is numbered “1ª.V.” due to a typographic error.

Slight foxing in some signatures due to the type of paper used in the printing.

The work describes the islands of Cape Verde and Guinea coast. It accounts for historical events, as well as traditions and practices of local populations. Centered in commercial subjects, it describes and locates geographically the industries, the main productions and their average price, revenues and expense, and also military, religious, and administrative buildings, as well as presenting a chronology of bishops and governors. There are also descriptions of local climate, fauna, and flora.

The folded maps and engravings have the following captions: 1 – Map of the Archipelago of Cape Verde Islands. 2 – View of Vila da Praia, Santiago. 3 – Blueprint of the Harbour of Vila da Praia in S. Tiago Island. 4 – Fishes and birds of Cape Verde. 5 – Inhabitants of the Cape Verde Islands. 6 – Map of Portuguese Guinea.

José Carlos Conrado de Chelmicki (in Polish, Józef Konrad Chełmicki), (Warsow, Poland, 19 of February 1814 - Tavira, Portugal, 28 of June 1890) was a General of the Portuguese Army. He was son of the Judge Thomas Phelix of Chelmicki, who was also a Polish noble. At the age of 16 he was involved in the uprising of the Polish cadets against the Russian invaders (November 1830). He took shelter in Paris and attended military studies at Sorbonne, with a major in military engineering and drawing. Embracing liberal ideals arrives in Portugal at the age of 19 to take part in the Portuguese Civil War and enlists in the Polish Legion of Queen D. Maria da Glória.

When the Portuguese Civil War was over, Chelmicki was sent as an envoy of the Portuguese Government to serve Queen Cristina of Spain, answering a help request of the neighbouring country fighting one of the Carlist Wars. He started a family in Portugal and made career in the Portuguese Army.

Chełmicki was also an explorer and cartographer. He was a member of the team, lead by Filipe Folque, that made the General Map of the Kingdom of Portugal, later renamed Chorographic Map of the Kingdom.

He did research in Cape Verde and Guinea and left several studiers in Portuguese, among which the reference work “Chorography of Cape Verde or geographical and historical description of the Islands of Cape Verde and Guinea”, which he published together with Francisco Adolfo de Varnhagen, Viscount of Porto Seguro, Brazilian military, diplomat and historian, who, like Chelmicki, also fought as a volunteer in the troops of D. Pedro IV.

In 1888 retires to Tavira, where he died on the 28th of June, 1890. His remains are in the cemetery at Tavira.

Francisco Adolfo de Varnhagen, Viscount of Porto Seguro (Vila de Sorocaba, 17 of February 1816 — Vienna, 26 of June 1878) was a Brazilian military, diplomat, and historian, a renovator of the method of historical research, and author of several studies, where the first great work of synthesis on the history of Brazil stands out, the "General History of Brazil", published in two volumes between 1854 and 1857, still an unavoidable historical source today.

In Lisbon, from 1825 he studied Mathematics at the Royal Military College of Luz, Diplomacy at Torre do Tombo, and attended the Navy Academy. He finished his studies as military engineer in 1839 at the Royal Academy of Fortification, Artillery and Design. He began his military career at the time of the Liberal Wars, as a volunteer in the troops of D. Pedro IV of Portugal, fighting against D. Miguel I of Portugal, obtaining the rank of 2nd Lieutenant in Artillery. His involvement in Portuguese politics would make it difficult for him to be officially recognised as a born Brazilian.

Ref.: Inocêncio XII, 275; III, 319; IX, 242; II, 320. Borba de Morais 2, 876.

Referência: 2011NM002
Local: M-11-C-59

INEXISTENTE





Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters