RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ROCHA MARTINS. (Francisco José da) ARQUIVO NACIONAL.

(Arquivo de História Antiga e de Crónicas Contemporâneas) Director... Editor Américo de Oliveira. Lisboa. 1932-1939.

11 Volumes de 32,5x23,5 cm. Com cerca de ; 832, [xii];   págs. Encadernações com lombadas e cantos em pele, com nervos e ferros a ouro.

Ilustrado no texto impresso a duas colunas.

9168

Colecção completa constituída por 573 números, cada um com 16 páginas, publicados desde 15 de Janeiro de 1932 até ao último número em 30 de Dezembro de 1942.

Conjunto raro de uma revista dedicada à públicação de artigos sobre factos e personagens da história de Portugal, mas que inclui igualmente artigos e reportagens sobre acontecimentos contemporâneos com significado político e relativos à administração pública e ao exercício do poder.

Todos os número contêm, na página 2, um editorial sobre temas de actualidade assinado por Rocha Martins, o nº 13 contém uma carta de Rocha Martins ao Arcebispo de Évora protestando contra os termos em que eram descritos, no jornal da diocese A Defesa, os membros do exército liberal que desembarcou no Mindelo em 8 de Julho de 1832.

Diversos outros números contêm igualmente artigos de Rocha Martins em defesa do Regime Liberal. No nº 19, pág. 16 publica uma carta dirigida a Salazar, propondo a instalação de um asilo para artistas pobres no Palácio do Ramalhão em Sintra.

Rocha Martins dirige cartas a D. Duarte Nuno e a Paiva Couceiro no âmbito da polémica entre os dois ramos da casa real portuguesa e denuncia o passado republicano de Alfredo Pimenta.

O nº 16 contém um artigo sobre o 1º de Maio com um retrato de Karl Marx, o nº 18 apresenta um artigo sobre o comunismo.

O Arquivo Nacional acompanha a actualidade, em especial as questões políticas, apresentando artigos sobre a discussão e apovoção da Constituição de 1933 (nº 22), As cerimónias da chegada do corpo do último Rei de Portugal, D. Manuel II (nº29, 30), a carreira política de Salazar, comemorações do 28 de Maio, ou a partida para a viagem a àfrica do Presidente Carmona.

A actualidade religiosa é também referida como no caso das cerimónias de Fátima em 13 de Maio de 1938. (nº 332) ou o restabelecimento da Diocese de Aveiro (nº362). Os artigos históricos relatam em estilo simples e claro, com um tom polémico ou dramático, em certos casos, um grande número de factos da história de Portugal, muitos deles pouco conhecidos, e da história de outros países, sendo um exemplo de divulgação ao grande público de conhecimentos que muitas vezes ainda hoje não estão ao alcance dos leitores comuns.

A preocupação com a divulgação da história de Portugal estava em linha com a política cultural do Estado Novo, que se apresentava como um momento de regeneração da nação portuguesa.

Esta obra pesa mais de 19 Kg. e está sujeita a cobrança de portes adicionais. / This work weighs more than 19 Kg. and is subject to extra shipping charges.

Referência: 2010PG010
Local: M-14-E-1


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters