RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS, QUADRO A ÓLEO PINTADO SOBRE MADEIRA.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BRITO. (Frei Bernardo de) SEGVNDA PARTE DA MONARCHIA LVSYTANA.

EM QUE SE CONTINVAÕ AS HISTOrias de Portugal, desde o Nascimento de nosso Salvador Iesu Christo, até ser dado em dote ao Conde Dom Henrique. Composta Pelo Doutor FREY BERNARDO DE BRITO, CHRONISTA GERAL, E MONGE DA Ordem de S. Bernardo. Dirigida ao Muito Alto, e Muito Poderoso Rey, e Senhor Nosso D. PEDRO II. LISBOA. Com as Licenças necessarias. Na Impressão Craesbeeckiana. Anno 1690.

In fol. de 30,2x20,8 cm. Com [viii], 558, [xxx] págs. Encadernação da época inteira de pele com nervos, rótulo e ferros a ouro.

Exemplar com etiqueta de biblioteca à cabeça da lombada, com pertence da Biblioteca de Lisboa do Barão de Tavarede, 14º Senhor de Tavarede e com localização em biblioteca escrita a lápis.  

Com dano no pé da lombada, com pequenos picos de traça à cabeça das primeiras folhas até página 50 e com acastanhamento de algumas folhas devido à acidez do papel.     

Impressão a duas colunas, com caracteres redondos e itálicos e títulos correntes. Com as armas reais de Portugal no centro da folha de rosto, inicial decorada na dedicatória, cabeção de vinhetas tipográficas nas licenças, cabeção com cornucópias e vasos com floes na página 1, iniciais decoradas no início de cada livro, e elaborados florões de remate na página 307 e na última página das finais sem numeração.      

As folhas preliminares contêm a dedicatória do impressor ao rei D. Pedro II, as licenças, com datas de 1 de Outubro de 1683 a 2 de Julho de 1690, que incluem as aprovações da 1ª edição da autoria de Fr. Gerardo das Chagas e de Frey Adeodato da Assumpção, o prólogo e o protesto de Frei Bernado de Brito. As folhas finais incluem dois epigramas em latim da autoria de Manuel Severim de Faria e o índice dos assuntos.    

É segunda edição muito rara. Inocêncio em I, 373 e VI, 260, refere-a mas não regista a paginação. A 1ª Edição foi publicada em 1609, em 1808 e 1809 foi publicada uma terceira edição pela Academia das Ciências de Lisboa, que ficou incompleta. 

Esta parte da Monarquia Lusitana é consagrada à narração do período romano anterior a Portugal e do início da idade média até ao século XI. As duas primeiras partes da Monarquia Lusitana são consideradas uma obra de grande beleza literária, um paradigma elevado da prosa portuguesa e um clássico da língua. 

Frei Bernardo de Brito (Almeida 1569 - 1617) escritor, historiador e poeta. Estudou em Roma e Florença e de volta a Portugal professou a 23 de Fevereiro de 1585 na Ordem de Cister, na Abadia de Alcobaça, doutorou-se em teologia na Universidade de Coimbra em 12 de Abril de 1606 ano em que foi nomeado cronista da ordem de Cister. Em 12 de Julho de 1614 foi nomeado Cronista-Mor do Reino. Além das duas primeiras partes da Monarquia Lusitana, publicadas em 1597 e 1609 é autor da obra poética Sílvia de Lisardo, Lisboa 1597, da Primeira Parte da Crónica de Cister, Lisboa 1602 e dos Elogios dos Reis de Portugal, Lisboa 1603.   

Considerado o fundador da historiografia alcobacence foi o primeiro a superar o parcelarismo monográfico e apologético das crónicas e dedicou-se à glorificação do passado português, recorrendo a lendas e mitos deixando implicito que todos os acontecimentos históricos ocorreram de forma providencial para o triunfo dos portugueses e para a vitória escatológica do Reino de Deus.

No seu esforço de defender a independência de Portugal não terá hesitado em usar documentos falsos sendo a Monarquia Lusitana uma das mais importantes obras da literatura autonomista sobre os Filipes. 

Os ataques de Alexandre Herculano, muitas vezes injustos e fruto de uma mentalidade excessivamente estreita e racionalista, foram rebatidos por Almeida Garrett, Teófilo Braga e Oliveira Martins. 

António Quadros. Poesia e Filosofia do Mito Sebastianista. Guimarães. Lisboa. 1982.       

Condessa da Azambuja, 1709. (Conjunto da obra em 7 volumes)

Ameal, 1550. (Conjunto da obra em 7 volumes)

Samodães I, 2115. (Conjunto da obra em 7 volumes)

Inocêncio I, 372-375. 

Barbosa Machado I, 526


Temáticas

Referência: 2010PG004
Local: M-8-E-17


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters