RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



VITRÚVIO. (M.) I DIECI LIBRI DELL' ARCHITETTURA DI M. VITRVVIO,

Tradotti & commentati da Mons. Daniel Barbaro eletto Patriarcha d" Aquileia, da lui riueduti & ampliati; & hora in piu commoda forma ridotti. IN VENETIA, Appresso Francesco de" Francheschi Senese, & Giouanni Chrieger Alemano Compagni. M D LXVII. [1567].

In 4º de [viii], 506 (i.e. 512) págs.

Encadernação do século XIX, com ferros a ouro na lombada e nas pastas.

Ilustrado com frontispício gravado, representando um arco do triunfo semelhante ao Arco de Triunfo de Trajano em Ancona, com a Rainha da Virtude ao centro, figuras alegóricas da Geometria e da Astronomia nas colunas laterais, e as figuras alegóricas da Arquitectura, da Matemática, da Música e da Retórica na parte superior, significando a elevação da arquitectura ao nível das artes liberais.

Ilustrado com gravuras da autoria do grande arquitecto do Renascimento Andrea Palladio, mais de cem no texto e em extratexto representando plantas, alçados e cortes de edifícios, figuras geométricas, relógios, figuras astronómicas, máquinas hidráulicas, de guerra e instrumentos de medição. Estas são um dos aspectos mais notáveis do livro e um primeiro ensaio das gravuras que Paládio iria criar para a sua obra: “I Quattro Libri dell'Architettura”.

Exemplar com ex-libris de... colado no verso do frontispício e com assinatura de posse, na folha de guarda: Conde de Tavarede, D. Francisco. Livraria de Lisboa 1853, com cota de localização de biblioteca escrita a lápis e com o número da cota inscrito em etiqueta colada à cabeça da lombada.

D. Francisco de Almada Quadros Sousa e Lencastre, (Trancoso, 1818-Lisboa, 1853) foi 2º barão e 2º Conde de Tavarede e Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

As páginas preliminares contêm a dedicatória do tradutor a D. Hipólito de Este, Cardeal de Ferrara, e prólogo aos leitores pelo impressor Francesco de" Francheschi. O texto ocupa as primeiras 482 páginas, da 483 à 495 contém as tabelas astronómicas das dimensões das estrelas, a página 496 contém a tabela das declinações do Sol, e as páginas 497 a 506 contêm o índice dos capítulos disposto em duas colunas.

Um dos mais magníficos livros quinhentistas da arquitectura do Renascimento, que é uma obra de tradução de excepcional rigor filológico e de interpretação do texto latino à luz das informações recolhidas nas descobertas arqueológicas da época.

Os ricos comentários que acompanham a tradução são um novo tratado de arquitectura que desenvolve muito os temas tratados na obra original de Vitrúvio, actualizando-os à luz da sua notável cultura clássica e científica.

Daniele Matteo Alvise Barbaro (Veneza, 1514-1570) ficou célebre como tradutor e comentador italiano de Vitrúvio. Barbaro estudou filosofia, matemática e óptica na Universidade de Pádua. Desenvolveu uma significativa carreira política, ao serviço do governo veneziano como embaixador em Londres, junto ao patriarca da Aquileia e representante da República de Veneza no Concílio de Trento (1561). Em 1557 foi eleito coadjutor do Patriarca da Aquileia, Giovanni Grimani. Era irmão de Marcantonio Barbaro com quem  mandou construir a Villa Barbaro, em Treviso, sobre projecto de Palladio e, em 1565-67, foi retratado pelo pintor Paolo Veronese.

Andrea di Pietro della Gondola, conhecido por Palladio (Pádua, 1508 - Vicenza, 1580) foi um dos mais célebres arquitectos da fase final do Renascimento Italiano. A partir de 1556 trabalhou sob o mecenato de Daniele Barbaro, tendo projectado numerosos edifícios, que se tornaram exemplos paradigmáticos da arquitectura do Renascimento, em especial as 47 Villas rurais, na região de Vicenza e de Veneza, que são hoje Património da Humanidade. Publicou em 1570, a obra I Quattro Libri dell'Architettura, em quatro volumes  profusamente ilustrados, onde discute o seu próprio trabalho e o resultado das suas pesquisas sobre a arquitectura clássica. Esta obra passou a ser o mais influente tratado de arquitectura juntamente com a obra de Vitrúvio.

Vitrúvio foi um escritor romano do século I, antes de Cristo, que é designado por alguns escritores como Marco Vitrivius Pollio, sendo o prenome e o cognome incertos. “De Architettura” é o único tratado europeu do período greco-romano que chegou aos nossos dias e serviu de fonte de inspiração a diversos textos sobre Arquitectura, Urbanismo, Hidráulica, e Engenharia. Os seus padrões de proporções e os seus princípios conceituais a “utilitas” (utilidade), “venustas” (beleza) e “firmitas” (solidez), são os fundamentos da Arquitectura desde o Renascimento até aos nossos dias.

OPAC SBN - Catalogo del Servizio Bibliotecario Nazionale. IT/ICCU/VIAE/000269.

Catálogo on line da Biblioteca Nacional de França. FRBNF41942066.

 In 4º with [viii], 506 (i.e. 512) pp.

19th century binding, with gilt tools on spine and boards.

Illustrated with an engraved frontispiece representing a triumphal arch similar to the Trajan’s Arch in Ancona, with the Queen of Virtue at the Centre, allegoric figures of Geometry and Astronomy on the side columns, and the allegoric figures of Architecture, Mathematics, Music and Rhetoric at the top, representing the elevation of architecture to the level of liberal arts.

The author of the engravings is the great Renissance architect Andrea Palladio. The work includes over one  hundred engravings in- and hors-text depicting blueprints, elevations and cross sections of buildings, geometric figures, clocks, astronomic figures, hydraulic and war machines, and measuring devices. These are one of the most remarkable features of the book and are also a first essay of the engravings Palladio would create for his work “I Quattro Libri dell'Architettura”.

Copy with an ex-libris of… glued on the back of the frontispiece with an ownership title on the endpaper: “Conde de Tavarede, D. Francisco. Livraria de Lisboa 1853”, with library location number written with pencil; the number of the location is also written on a label glued on the top of the spine.

D. Francisco de Almada Quadros Sousa e Lencastre, (Trancoso, 1818-Lisboa, 1853) was second Baron and second Count of Tavarede, and also Commander of the Order of Our Lady of Conception of Vila Viçosa.

The first pages contain the dedication of the translator to D. Hipólito de Este, Cardinal of Ferrara, and foreword to the readers by the printer Francesco de" Francheschi. The text takes the first 482 pages; pages 483 through 495 include the astronomical tables of the dimensions of the stars; page 496 contains the tables of the declinations of the Sun; and pages 497 through 506 include a two column index of the chapters.

One of the most magnificent sixteenth century books on the architecture of Renaissance. A work of translation that is exceptionally accurate in what concerns philology and interpretation of the Latin text under the scope of the information collected by the archaeological discoveries at the time.

The rich comments that come together with the translation are a new architectural treatise that expands the themes approached in the original work of Vitruvius, updating them with his remarkable classic and scientific culture.

Daniele Matteo Alvise Barbaro (Veneza, 1514-1570) became famous as the Italian translator and reviewer of Vitruvius. Barbaro studied philosophy, mathematics and optics at Padua University. He developed a significant political career working for the Venetian government as Ambassador in London, as representative at the Patriarch of Aquileia, and representing the Republic of Venice at the Council of Trent (1561). In 1557 was elected coadjutor od the Patriarch of Aquileia, Giovanni Grimani. He was brother of irmão de Marcantonio Barbaro with whom he ordered to build Villa Barbaro, in Treviso, based on Palladio’s project and, in 1565-67, had his portrait painted by Paolo Veronese.

Andrea di Pietro della Gondola, known as Palladio (Padua, 1508 - Vicenza, 1580) was one of the most famous architects of the final stage of Italian Renaissance. After 1556 he started working under the patronage of Daniele Barbaro, having projected countless buildings which became prime examples of Renaissance’s architecture, especially the 47 rural Villas in the area of Vicenza and Venice, which are nowadays considered World Heritage. He published in 1570 the work I Quattro Libri dell'Architettura, in four richly illustrated books, where he discusses his own work and the results of his research on classic architecture. This work, together with that of Vitruvio, was from then on the most influent architecture treatise.

Vitrúvio was a Roman writer of the 1st Century b.C and named by some writers Marco Vitrivius Pollio. “De Architettura” is the only European treatise about the Graeco-Roman period that has survived until  our time and was a source of inspiration to  several texts on Architecture, Urbanism, Hydraulics, and Engineering. Its proportion patterns and conceptual principles, ‘utilitas’ (utility), ‘venustas’ (beauty) and ‘firmitas’ (solidity), are the Foundation of Architecture from the Renaissance up to now.

 

Referência: 2003PG023
Local: M-9-D-34


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters