RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MACHADO. (Joaquim José) ARQUIVO PESSOAL do General de Engenharia, Governador Geral de Moçambique e da Índia...

Conjunto de documentos pertencentes ao Arquivo Pessoal do General Joaquim José Machado, (Lagos 1847 - Lisboa 1925) oficial do Exército, com uma carreira fulgurante, sendo promovido a General em 1908, engenheiro militar, especializado em caminhos de ferro e administrador colonial, que desempenhou durante a Monarquia e a República, entre muitos outros, os cargos de Chefe da Expedição de Obras Públicas a Moçambique, Director de Obras Públicas em Angola, Governador de Moçambique, por três vezes,  Governador do Território da Companhia de Moçambique, Governador do Estado da Índia e Director delegado do Caminho de Ferro de Benguela. 

O Arquivo é composto por mais de 260 documentos, incluindo gravuras, fotografias, mapas de grandes dimensões e 15 livros, é um conjunto de excepcional valor e de grande relevância para a história da colonização portuguesa do século XIX, entre o impulso inicial imprimido por Andrade Corvo, Ministro da Marinha e do Ultramar, em 1876, com o envio das expedições de Serpa Pinto, Capelo e Ivens para Angola e a de Joaquim José Machado, para Moçambique, passando pelos conflitos com a Inglaterra pela definição de fronteiras em África, antes e depois do Ultimato, pelo período heróico de ocupação efectiva da responsabilidade de Mouzinho de Albuquerque, Eduardo da Costa, António Enes e com uma extensão até á data do início da 1ª Guerra Mundial. 

É especialmente notável pelos documentos relativos aos empreendimentos ferroviários em Angola, Moçambique e pela documentação relativa ao governo do Estado Português da Índia no final do século XIX, nomeadamente o desenvolvimento do Caminho de Ferro de Mormugão.

Inclui peças escritas e peças desenhadas do anteprojecto do Caminho-de-ferro de Lourenço Marques; um mapa de grandes dimensões com a directriz geral e perfis do mesmo caminho-de-ferro, um notável conjunto de fotografias de Manuel Romão Pereira, documentando pormenorizadamente a situação da linha em 1889 e 1890; a memória descritiva e duas peças desenhadas de grandes dimensões com a directriz  e o perfil do Caminho de Ferro do Zambeze, desde o Porto de Quelimane até à margem esquerda do Rio Chire perto da sua foz no Rio Zambeze. 

Relativamente a Angola contém a memória descritiva e a planta topográfica do Caminho de Ferro de Luanda a Ambaca, uma peça desenhada sobre papel vegetal com o reconhecimento do rio Bero, duas peças desenhadas, a cores, de grandes dimensões, com o esboço do traçado e o perfil longitudinal, do Caminho de Ferro de Moçâmedes ao Bié e peças escritas sobre a primeira parte de Moçâmedes ao Lubango, numa extensão de 230 Km, assim como correspondência e memorandos remetidos aos exploradores Capelo e Ivens.    

Inclui também documentação muito importante relativa às negociações diplomáticas e conflitos com as autoridades do Estado do Transval, com a Colónia do Natal e com a B.S.A. - British South Africa, assim como descrições de combates com elementos da BSA e com povos nativos. 

Além das características referidas acima, contém documentos de grande valor intrínseco e notável beleza, como a Carta Patente de nomeação para Governador-geral do Estado da Índia, em pergaminho, as peças desenhadas de grandes dimensões com projectos de caminhos-de-ferro referidas acima, documentos relativos ao projecto de alumiamento da costa de Moçambique e a carta do sultão de Sundem. 

Os livros são da autoria do produtor do Arquivo e de outros autores sobre as linhas de Caminhos de ferro de Moçambique e Angola, negociações de limites fronteiriços, nomeadamente na região de Lourenço Marques. 

Fonte imprescindível e por vezes única para a história de Portugal, do Exército Português, da Engenharia Militar, de Moçambique, de Angola e da Índia, com especial enfoque no planeamento e construção de linhas de caminho-de-ferro.  

O presente Arquivo Pessoal é um arquivo de funções, ou seja, os documentos referem-se às funções oficiais que exerceu durante a sua vida, apesar de pontualmente, integrar documentos de carácter pessoal.

Pode utilizar este link para ver a respectiva descrição de acordo com as normas internacionais, ISAD"G - International Standart Archival Description' General e as ODA - Orientações para a Descrição Arquivística, de forma muito simplificada e resumida.

 MACHADO. (Joaquim José) PERSONAL ARCHIVES of the General of the Engineering Corps and Governor General of Mozambique and India.

Set of documents belonging to the Personal Archives of General Joaquim José Machado, (Lagos, 1847 – Lisbon, 1925), an officer of the army with a brilliant career, having been promoted to General in 1908. He was a military engineer, specialized in railways and colonial administrator and, during the Portuguese Monarchy and beginning of the Republic, he held several positions, mainly Chief of the Public Works Expedition to Mozambique; Director of Public Works in Angola; Governor of Mozambique (three mandates); Governor of the Territory of the Company of Mozambique; Governor of the State of India; and Representative Director of Benguela Railways.

The Archive is composed of over 260 documents, including engravings, photos, large maps, and 15 books. It is a set of exceptional value and very important for the history of Portuguese colonisation of the 19th century - from the initial boost by Andrade Corvo, Minister of Navy and Overseas, in 1876, to the expeditions of Serpa Pinto, Capelo and Ivens to Angola  and that of Joaquim José Machado to Mozambique, including the conflicts with England for the definition of the frontiers in Africa, before and after the Ultimatum, the heroic period of effective occupation carried out by Mouzinho de Albuquerque, Eduardo da Costa, and António Enes, and also a period until the beginning of the First World War.

It stands out especially due to the documents concerning the railway projects in Angolas and Mozambique, and to the documentation concerning the government of the Portuguese State in India at the end of the 19th century, namely the development of the Railroad of Mormugão.

It includes written and designed pieces of the preliminary draft of the railroad of Lourenço Marques; a large map with general guidelines and profiles of that railroad; a remarkable set of photos by Manuel Romão Pereira, documenting in detail the status of the railway in 1889 and 1890; the descriptive memory, and two large pieces with the guidelines and the profile of the Railway of Zambeze, from the Quelimane Harbour to the left bank of River Chire near its estuary in River Zambeze.

In what concerns Angola, it includes the descriptive memory and the topographic blueprint of the railroad from Luanda to Ambaca; a drawing on grease paper of the survey of river Bero; two large coloured designed pieces sketching the layout and horizontal profile of the 230km railroad from Moçâmedes to Lubango; an dalso correspondence and memorandums sent to the explorers Capelo and Ivens.   

It also includes important documentation on diplomatic negotiations and conflicts with the authorities of Transvaal, with Natal colony, and with B.S.A. - British South Africa, as well as descriptions of combats with elements of B.S.A. and native population.

Besides de above mentioned characteristics, there are also documents of intrinsic value and rare beauty, like the Patent Document of the nomination of the General as Governor General of the State of India in parchment; the large pieces with the projects of the above mentioned railroads; documents concerning the project to illuminate the Mozambique coast; and the letter of the Sultan of Sundem [feudal state that existed in the Indian state of Goa].

The books were written by the producer of the Archive and by other authors about the Railway lines of Mozambique and Angola, and the negotiations of the frontiers, mainly in the Lourenço Marques area.

Essential, and in some cases unique, source for the History of Portugal, of the Portuguese Army, the Military Engineering, of Mozambique,  Angola and India, with special focus on the planning and construction of railroads. 

This Personal Archive is a function archive, i.e. the documents refer to official functions that the General assumed during his lifetime, although there are also a few personal documents.

 

Referência: 1902PG019
Local: M AO PÉ DE AAJ


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters