RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



PORTVGALIAE MONVMENTA HISTORICA. [19 volumes]

A Saecvlo Octavo post Christvm Vsqve ad Qvintvmdecimvm. Ivsssv Academiae Scientiarvm Olisiponensis. Edtita. Scriptores. Volvmen I. Fascicvlvs I. Typis Academicis. Olisipone. M. DCCCLVI a M DCCCC LXXVII. [1856 a 1977].

19 Volumes (de 22) de 44x30 cm. Brochados. Ilustrados em extratexto com reproduções a cores de manuscritos antigos.

Conjunto muito raro e valioso mesmo com falta dos seguintes 3 volumes: Fascículos I e II de Leges et Consuetudines e o fascículo VII de Inquisitionibus. Os três volumes de Scriptores são fac-similes da edição do século XIX.

O Vol. 1, fascículo I de Diplomata et Chartae apresenta falta da capa posterior de brochura; Precisa de ser encadernado.

O texto está disposto em duas colunas com a excepção das introduções de cada secção e das apresentações de cada documento.

Colecção de 19 volumes que inclui:

Scriptores Vol. I, Fascículos I a III; (3 volumes).1856, 1860, 1861. Com xxvii, 128; 129-280; 281-420 págs. Leges et Consvetvdines Vol. I, Fascículos III, IV, V, VI (4 volumes). 1863, 1864, 1866, 1868. Index. (1 volume). 1873. Vol. II (1 volume) 1868. Com 337-496, 497-656, 657-804, 805-939, [i], 941 a 980, [iv] e [iv], 100 págs.

Diplomata et Chartae Vol. I, Fascículos I, II, III e IV (4 volumes). 1868, 1869, 1870, 1873. Com [viii], 152, 153-312, 313-464, 465-564 págs.

Inquisitionis Vol. I, Fascículos I a V (3 volumes) 1888, 1891, 1897; Vol. II, Pars II, Fascículos VI, VIII, IX (3 volumes) 1917, 1961, 1977. Com [viii], 1-287; 288-454; 455-752, [vi]; 753-912; 1129-1407, [ii]; [vi], 1409-1553 [iii].

As folhas preliminares, do 1º volume, contêm o texto bilingue (latim e português) da introdução geral da autoria de Alexandre Herculano, Vice-Presidente da Academia e Presidente da Segunda Classe e de J. da S. Mendes Leal, Vice-Secretário da Academia e da Segunda Classe.

Vasto conjunto de textos de extraordinária importância e grande valor para a história da Idade Média em Portugal, desde o período anterior à fundação da nacionalidade e para o estudo das origens dos actuais municípios, da toponímia e das famílias. Os Livros de Linhagens são uma das mais valiosas fontes para o estudo da História de Portugal, na Idade Média, assim como da cultura, costumes, etnografia e literatura de Portugal. Além da parte genealógica, os Livros de Linhagens contêm um rico conjunto de narrativas, sobre casos históricos e muitas outras de caracter alegórico, que em diversos casos inspiraram a célebre obra de Herculano, Lendas e Narrativas.

A 1ª Secção, Scriptores, inclui grande número de textos como crónicas, vidas de santos (das quais se destaca a vida de S. António) e os célebres Livros de Linhagens a saber: Crónicon de Coimbra, a Crónica dos Godos, Crónica Complutense ou Alcobacense, o Crónicon de Lamego, o Crónicon do Lorvão, Breve Crónica Alcobacense, Crónica breve do Arquivo Nacional, Crónicas Breves e memórias avulsas de S. Cruz de Coimbra, Vida de S. Rosendo, Vida de Santa Senhorinha de Basto, Vida de Santo Geraldo, Vida de São Martinho Sauriensis, Vita Tellonis, versão em português, do século XV, do texto anterior com o título de Vida de D. Tello e notícia da fundação do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra; Vita Sancti Theotoni, Exordium Monasterii S. Joannis de Tarouca; Indiculum Fundationis Monasterii S. Vincentii; De Expugnatione Scalabis; Translatio et Mmiracula S. Vincentii; Gosuini de Expugnatione Salaciae Carmen; Legenda Martyrum Morochii; Victa Sancti Antonii, Os Livros de Linhagens, chamados Nobiliário do Conde D. Pedro, De Expugnatione Olisiponis A. D. MCXLVII e no fim transcreve a Chronica da Conquista do Algarve.

A 2ª Secção, Leges et Consvetvdines, contém a transcrição dos forais anteriores ao reinado de D. Dinis e os Costumes, ou seja o direito consuetudinário particular dos antigos municípios portugueses, mais correntemente designados por foros.

A 3ª Secção, Diplomata et Chartae, contém doações, escrituras de venda e testamentos datados desde o ano de 773 até ao século XII, extraídas do Livro Preto da Sé de Coimbra e de outras fontes.

A 4ª Secção, Inquisitionis, publica as Inquirições gerais de D. Afonso II de 1220 e as cinco alçadas das Inquirições de D. Afonso III realizadas em 1258, por ordem destes soberanos para registar os direitos que tinham (reguengos, foros, padroados de igrejas, honras, coutos, herdades de cavaleiros, ordens militares e religiosas) nas regiões de Entre Douro e Minho, Trás-os-Montes e Beira Alta. Os volumes das Inquisitionis apresentam introduções de P. M. Laranjo Coelho (VIII), Rui Pinto de Azevedo (IX) e incluem índices toponímicos.

Referência: 1810PG042
Local: M-12-A-9


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters