RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS, QUADRO A ÓLEO PINTADO SOBRE MADEIRA.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BRANDÃO. (Mário) A INQUISIÇÃO E OS PROFESSORES DO COLÉGIO DAS ARTES.

Volume I. Acta Universitatis Conimbrigensis. Por Ordem da Universidade. Coimbra. 1948.

De 25x19 cm. Com xii, 694, [ii] págs. Brochado.

Ilustrado no texto com a reprodução de 29 fac-símiles de assinaturas de professores do Colégio das Artes e em extratexto com 5 gravuras sobre papel couché.

Exemplar por abrir.

Foi publicado um 2º Volume em 1969. 

Obra que analisa e problematiza, com consumada erudição e grande rigor, um elevado número de dados de importância e valor sobre a vida dos professores de humanidades, artes liberais e de teologia, sobre o respectivo comportamento religioso e sobre os seus processos pedagógicos em meados do século XVI.

Contém densos e profundos capítulos sobre a personalidade e a acção de Diogo Gouveia, André de Gouveia, Diogo de Teive e João da Costa e dos problemas que estes e muitos outros professores de Paris e Bordéus experimentaram em Portugal com o meio social envolvente e com a Inquisição, uma instituição recente e em processo de afirmação.

Trabalho de grande rigor, baseado na pormenorizada leitura de grande número de documentos inéditos de arquivo que Mário Brandão tinha divulgado em diversas obras publicadas nos anos anteriores.

Mário Mendes dos Remédios de Sousa Brandão (1900 - 1995), professor da Universidade de Coimbra, é autor de uma vasta obra de publicação de fontes inéditas e de investigação da história da Universidade de Coimbra e do sentimento religioso em Portugal na época da Renascença.

Referência: 1806PG031
Local: I-41-A-1


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters