RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



DAVID. (Francisco) TESTAMENTO QUE FEZ MANOEL BRAZ, MESTRE SAPATEIRO.

LISBOA: Impr. de Antonio Nunes dos Santos. 1822.

In 8º de 16x10,7 cm. com 16 págs. Brochado. Exemplar em rama e por aparar.

Ilustrado com xilogravura no centro da folha de rosto representando uma sala com o moribundo ditando o seu testamento a três presonagens junto a uma mesa. 

Folheto de cordel muito raro, edição que não é registada por Inocêncio. A BNP possui um exemplar. 

A obra segundo Inocêncio é da autoria de Francisco David e terá sido publicada pela primeira vez em 1733, data que é referida no texto. São conhecidas edições de 1789, em Lisboa, 1819, no Rio de Janeiro, e diversas outras durante  Século XIX.  

Poesia popular que usa um dos temas mais recorrentes nas anedotas e histórias humorísticas para produzir mais uma obra para divertimento e passatempo das pessoas. No entanto a obra é importante, não só para o estudo dos divertimentos das classes populares durante os séculos XVIII e XIX, mas também porque apresenta passos de crítica social, aos médicos, boticários, ao clero, em geral, e em especial aosOratorianos e Jesuítas.     

Inocêncio IX, 283-284

Referência: 1805PG009
Local: M-5-D-46


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters