RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



INVENTÁRIO DOS PROCESSOS DA INQUISIÇÃO DE COIMBRA.

(1541-1820) Leitura e introdução de Luiz de Bivar Guerra. Fundação Calouste Gulbenkian. Paris. 1972.

De 25,5x19 cm. Com [xiv], 338 págs.

Encadernação do editor com ferros a seco na lombada e nas pastas.

Contém prefácio de Joaquim Veríssimo Serrão, Director do Centro Cultural Português e a transcrição do Inventário dos processos da Inquisição de Coimbra existente no Arquivo do Tribunal de Contas.

Os processos agrupam-se cronologicamente, seriados por maços e, dentro de cada maço individualizados por números de ordem. Abrange os anos de 1541 a 1820, com um total de 669 maços. Cada processo tem uma sumarização identificadora que permite estabelecer a relação de parentesco entre os indivíduos processados.

Este inventário tem igualmente o grande interesse de fornecer informações sobre processos que já não existem por terem sido destruídos pela acção de insectos e para estudar a organização original do Arquivo da Inquisição, que foi alterada aquando da incorporação na Torre do Tombo.

Instrumento de trabalho para investigadores e estudiosos de grande valor para a história religiosa e social de Portugal, fornecendo elementos de carácter demográfico, sociológico e toponímico em geral e, especificamente, sobre os chamados Cristãos-Novos.

Referência: 1803PG010
Local: I-24-E-23


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters