RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



JUIZO DECISIVO QUE A REAL MEZA CENSORIA [+SENTENÇA DE AUTO DE FÉ]

COM O PLENO CONCURSO DE TODOS OS SEUS DEPUTADOS E ASSISTENCIA DO PROCURADOR DA COROA ESTABELECIDO DE UNIFORME ACORDO NAS REPETIDAS SESSÕES, QUE NELLA TIVERAM EM EXECUÇÃO DO DECRETO DE 18. DE JANEIRO DE 1769 EM QUE SUA MAGESTADE MANDOU VER, E CONSULTAR O LIVRO INTITULADO THESES, MAXIMAS, EXERCICIOS, E OBSERVANCIAS ESPIRITUAES DA JACOBEA. LISBOA NA REGIA OFFICINA TYPOGRAFICA. Anno de MDCCLXIX [1769].

In fólio (de 29x19 cm) com 87 págs.

Encadernação da época, inteira de pele, com ferros a ouro na lombada.

Exemplar com leves vestígios marginais de trabalho de traça e dois títulos de posse sobre a folha de rosto, sendo um oleográfico e o outro obliterado.

Trata-se da decisão e comentário da Mesa Censória após uma investigação aos papéis pessoais do Bispo de Coimbra, Frei Miguel da Anunciação, tendo sido apreendido um livro de teses com o qual foi feito um Auto de Fé (com a sentença deste auto nas últimas 3 páginas impressas) e cuja execução pelo fogo foi realizada na Praça do Comércio de Lisboa em 4 de Abril de 1769. O Sistema da Seita, chamada Jacobea, foi considerado contra a Religião e contra a Autoridade Régia, e absoluta, neste periodo pombalino.

Referência: 1801JC006
Local: M-8-D-38


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

SERVIÇOS

Avaliações e Compra


Organização de Arquivos


Pesquisa Bibliográfica


A SUA ENCOMENDA

Ver

Encomendar


Valor: €0

Temáticas


Índice Geral / All Categories

Livros Raros / Rare Books

free counters