RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



FREIRE DE ANDRADE. (Jacinto) THE LIFE OF DOM JOHN DE CASTRO,

The Fourth Vice-Roy of INDIA. BY JACINTO FREIRE DE ANDRADA. Written in PORTUGUESE, AND By Sr Peter Wyche K. Translated into English. LONDON, Printed for Henry Herringman, and are to be sold at his Shop at the Sign of the Anchor on the Lower walk in the New Exchange. 1664.

In fólio (de 28,5x19 cm) com [20], 272, [19] págs.

Encadernação da época com lombada em pele (restaurada) e pastas revestidas a papel decorativo da época.

Ilustrado com 3 gravuras:

- Um belo retrato de D. João de Castro, encimado pelo brasão do vice-rei, no qual se utilizou a chapa do retrato da autoria de Lucas Vosterman que aparece nas edições portuguesas de 1651, 1671 e 1703, gravado nesta edição por W. Faithorne, tendo sido apenas alterada a legenda para inglês.

- Uma gravura de página inteira, entre as páginas 36 e 37, com reprodução do Altar do Apóstolo São Tomé em Meliapor e as suas inscrições em sânscrito, existente quando da chegada dos portugueses à Índia. Uma prova da de existência do cristianismo antes da era colonial.

- Um belíssimo mapa em fólio duplo (entre as páginas 72 e 73), que não consta nas edições portuguesas, aberto em chapa de metal, com um panorama sobrelevado da Fortaleza de Diu.

Exemplar muito limpo.

Bela impressão com os caracteres do texto apresentados em caixa tipográfica constituída por filetes, estampada sobre papel de linho muito encorpado e com muita sonoridade.

Primeira edição inglesa desta obra com grande interesse internacional, muito rara quando completa e em bom estado.

Depois de cinco edições, mencionadas por Barbosa, continuou a ser muitas vezes reimpressa, por exemplo: Lisboa, por Domingos Rodrigues 1747. 4.° de IV 371 pag. París, na Offic. de Francisco Ambrosio Didot 1759. 12.º Ibi (acrescentada da vida do auctor) na Offic. de Stoupe 1779. 8.º de XX 484 pag. Lisboa, na Offic. de Antonio Gomes 1786. 8.º Ibi, na Offic. de Simão Thaddeo Ferreira, 1798. 8.º Ibi, na Imp. Regia 1804. 8.º Madrid, 1804. 8.º París, na Offic. de J. Smith 1818. 12.º Lisboa, na Typ. Rollandiana 1786, 1815, 1822, 1834, e 1839. 8.º Pernambuco, 1844. 8.° etc, etc”.

Este livro, popularíssimo em Portugal, é também conhecido dos estrangeiros, havendo dele duas traduções; uma na língua inglesa, por Petter Wichek, com o título: The Life of Dom John de Castro the fourth viceroy of India. London, 1664. fol.: e outra em latim pelo jesuíta P. Francisco Maria del Rosso, impressa em Roma 1727. 4.º, da qual vi um exemplar na livraria do falecido conselheiro José da Silva Carvalho'. Um dos mais importantes relatos do segundo cerco de Diu que constituiu um dos mais celebrados feitos heroicos dos portugueses no Oriente».

O Segundo Cerco à fortaleza portuguesa de Diu pelas forças do sultanato do Guzerate, capitaneadas por Coge Sofar, mercador e senhor de Surrate, teve lugar entre Abril e Novembro de 1546. Este acontecimento, de incontestável importância para o “Estado da Índia”, definiu a governação do Vice-Rei D. João de Castro (1545-1548) e representou a derradeira tentativa Guzerate para retomar a fortaleza de Diu, entregue aos portugueses em 1535. Coja Sofar era senhor de Cambaia e aliado aos turcos de Sulimão Paxá. No segundo cerco de Diu foi derrotado pelos portugueses comandados em terra por D. João de Mascarenhas e no mar por D. João de Castro. Pereceu nesta luta o próprio Coja Sofar e D. Fernando de Castro, filho do Vice-Rei português.

 In folio (28.5x19 cm) with [20], 272, [19] pp.

Binding: Contemporary one quarter bound in leather with contemporary decorative paper on boards.

Very rare first English edition of what is considered one of the classics of the Portuguese literature (Cf. Brunet I, 263) translated by Sir Peter Wyche. The Life of the Portuguese Vice-Roy of India Dom João de Castro, written by demand of Jacinto Freyre de Andrade, was printed the first time by order of his grandson, Bishop Francisco de Castro, in Lisbon, in 1651 (13 years before this English edition with the patronage of Queen Catherine of England, a Portuguese princess married to King Charles II).

Illustrated with engraved portrait of D. João de Castro, and his coat-of-arms. Engraved plate hors-text (p. 36-37) reproduces the Altar of the Apostle S. Thomas in Meliapor, and its inscriptions in Sanskrit language, which already existed at the time of the Portuguese arrival in India. A proof of Christianity not related to colonial era. Also a fine metal engraving map in double folio (between pages 72 and 73) not included in the Portuguese editions, depicting the Fortress of Diu.

 This work had a later Latin edition in 1727. Work on the war and siege of the Indian city of Diu and the defeat of the Army and Muslin Fleet, which is one of the most celebrated heroic deeds of the Portuguese in India. The Second Siege of the Portuguese fortress of Diu, between April and November of 1546, laid by the forces of the Sultanate of Gujarat, commanded by Khwaja Safar, merchant and lord of Surat was of undeniable importance to the Portuguese 'State of India'. It defined part of the government of Vice-Roy D. João de Castro (1545-1548) and represented the last Gujarati attempt to retake the fortress of Diu, first taken by the Portuguese in 1535.

Includes an account of the battles of Ormuz between the Turks and the Arabs. D. João de Castro (1500-1548) was a naval officer and later the Viceroy of Portuguese India. In 1538 he embarked on his first voyage to India, arriving in Goa and immediately starting the defence of Diu. Castro was responsible for the overthrow of Mahmud, King of Gujarat, whose interests threatened the Portuguese control of Goa coast. His voyages took him to the coasts of Arabia, and this biography contains many details about the Arabian Peninsula, especially about Aden and the sea route to Mecca, of which he made a graphical survey (vide Roteiro and Tabuas Mar Roxo). Castro died in Goa in 1548 and was initially buried there, but his remains were exhumed and transferred to Portugal.

 

Referências Bibliográficas/Bibliographic References:

Barbosa Machado Vol. II, 465: “Vida de D. Joaõ de Castro quarto Vicerey da India. Lisboa na Officina Crasbeeckiana. 1651. fol. & ibi por Ioaõ da Costa. 1671. fol. & ibi pelos herdeiros de Miguel Manescal. 1703. fol. & ibi na Officina da Musica. 1722. 8. & ibi por Antonio Isidoro da Fonceca. 1736. 4. Sahio traduzida na lingua Ingleza por Peter Wichek com este título. The life of Dom John de Castro The Fourth Viceroy of India London por Henry Herringman. 1664. fol. e ultimamente na língua Latina pelo Padre Francisco Maria del Rosso da Companhia de JESUS. Roma ex Typographia Rochi Barnabò. 1727.”

Inocêncio III, 239: “Jacinto Freire de Andrade, Presbítero secular, Bacharel em Cânones pela Universidade de Coimbra. Fez acto de formatura na sala grande dos actos públicos da universidade de Coimbra aos 13 de Maio de 1618. Consta do assento no tomo XII dos actos e graus da universidade de Coimbra de 1616 a 1619, publicado no Coninmbricense de 1 de outubro de 1861, n.º 802. Abade de Santa Maria das Chans no bispado de Viseu, que era então um dos mais opulentos benefícios deste reino, como diz Barbosa. Rejeitou o bispado de Viseu, para o qual pretendia nomeá-lo el-rei D. João IV. Foi natural da cidade de Beja, onde nasceu em 1597, e morreu em Lisboa em 1657. Esta vida escreveu seu autor a instâncias repetidas do bispo D. Francisco de Castro, neto do herói. «Assim (diz o bispo de Viseu) o valioso titulo porque mereceu a estimação dos seus naturais, e porque a sua memória passou á posteridade, e talvez larga posteridade, foi arrancado à sua indiferença pelas importunações de um amigo.”

Graesse I, 118, Atabey 462 (1651 Portuguese ed.)

 

Referência: 1712JC004
Local: M-10-C-13


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters