RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MEMORIA SOBRE A COMPANHIA GERAL DA AGRICULTURA DAS VINHAS DO ALTO DOURO

Em confutação da Representação que alguns Feitores, e Negociantes Inglezes fizeram em Londres pedindo a sua extincção. PELO AUTHOR DA MEMORIA A FAVOR DA COMPANHIA DAS REAES PESCARIAS DO REINO DO ALGARVE. LISBOA: NA IMPRESSÃO REGIA. ANNO 1814. Com liçença.

De 20,3x14,3 cm. com 91, [i] págs. Brochado.

Impressão com belos caracteres redondos sobre papel de linho muito encorpado.

Obra enquadrada na polémica sobre a utilidade e benefícios da existência da Companhia das Vinhas do Alto Douro, em que o autor anónimo defende a Companhia e a sua utilidade para o bem público, que se baseia no desenvolvimento da economia portuguesa, contra «o interesse ambicioso de alguns particulares e o livre arbítrio dos homens».

Inocêncio VI, 195, nº 4.

Referência: 1703PG035
Local: M-5-C-18


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters