RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS, QUADRO A ÓLEO PINTADO SOBRE MADEIRA.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



TÁVORA. (Fernando) e outros. ARQUITECTURA POPULAR EM PORTUGAL. [2.ª EDIÇÃO]

Edição da Associação dos Arquitectos Portugueses. Lisboa. 1980.

De 29x23,5 cm. com xxiii, 763, [iii] págs. Encadernação do editor com sobrecapa de protecção ilustrada. Profusamente ilustrado com desenhos e fotografias realizados pelos autores do inquérito.

Segunda edição do valioso e marcante trabalho publicado pela primeira vez, em 1961, pelo Sindicato Nacional dos Arquitectos com o patrocínio do Ministro das Obras Públicas, Engenheiro Eduardo de Arantes e Oliveira, que subsidiou os trabalhos de preparação da obra conforme o determinado pelo DL, nº 40349 de 19 de Outubro de 1955.

Excepcional e muito relevante trabalho de levantamento da arquitectura popular portuguesa, com grande impacto nos meios científicos de muitos outros países, que fez um pormenorizado levantamento de um valioso e significativo património já em degradação e que viria a sofrer contínuas agressões e abandono até aos dias de hoje devido à incúria dos responsáveis políticos.

A obra evidencia a importância das relações entre o homem e o seu meio, social, económico e geográfico na formulação das arquitecturas estreitamente ligadas a situações concretas e bem definidas.

Trabalho que se baseia no Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa, realizado entre 1955 e 1960, segundo proposta, datada de 1949, do arquitecto Francisco Keil do Amaral, por seis grupos de trabalho que integraram entre outros os arquitectos Inácio Peres Fernandes, Dário Vieira, João Simões, Alberto José Pessoa, Francisco da Conceição Silva, Sebastião Formozinho Sanchez, Manuel Mendes Taínha, Rui Mendes de Paula, José Rafael Botelho, Fernando Távora, Rui Pimentel, António Menéres, Octávio Filgueiras, Arnaldo Araújo, Carlos Carvalho Dias, José Huertas Lobo, João José Lobato, Nuno Teotónio Pereira, António Pinto de Freitas, Francisco da Silva Dias, Frederico George, António Azevedo Gomes, Alfredo da Mata Antunes, Artur Pires Martins, Celestino de Castro e Fernando Torres.

O país foi dividido em 6 zonas: Minho, Trás-os-Montes, Beiras, Estremadura, Alentejo e Algarve.

Inclui traduções para inglês e Francês da introdução da 2ª edição e dos textos relativos a cada uma das zonas. Enriquecido com índices geral, onomástico, geográfico, ideológico, de desenhos, mapas e fotografias.

Referência: 1701PG008
Local: SACO RN9 | SACO R61-10


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters