RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



LEVI-STRAUSS. (C.) TRISTES TROPIQUES.

Avec 53 illustrations et une carte dans le texte et 62 photographies de l'auter hors texte. Terre Humaine. Civilisations et Sociétés. Collection d'Études et de Témoignages dirigée par J. Malaurie.

Libraire Plon. Paris. S/d [196?].

De 21x15 cm. Com 464 págs. Brochado com sobrecapa de protecção.

1ª edição.

Mais do que um simples livro de viagens esta obra trata-se de um livro sobre “a viagem”. Sem descurar os detalhes pitorescos oferecidos pelas sociedades indígenas do Brasil que se contam entre as mais primitivas do mundo actual, o autor tenta em género de autobiografia intelectual de situá-la numa perspectiva mais vasta: relação entre o Antigo e o Novo Mundo, O papel do Homem na natureza e o sentido da civilização e do progresso.

Claude Lévi-Strauss (1908-2009) foi um antropólogo, e filósofo belga, considerado um dos fundadores da antropologia estruturalista na década de 50, e um dos maiores intelectuais do século XX. Após passar dois anos a lecionar filosofia no Liceu Victor-Duruy de Mont-de-Marsan e no liceu de Laon, o director da Escola Normal Superior de Paris, Célestin Bouglé convida-o, por telefone, a integrar a missão universitária francesa no Brasil, como professor de sociologia da Universidade de São Paulo. Esse telefonema seria decisivo para o despertar da vocação etnográfica de Lévi-Strauss.

A sua estadia no Brasil, durante a qual viajou pelas regiões centrais do Brasil, e contactou com as populações indígenas locais, fazem despontar em si a sua vocação de arqueólogo. As suas ideias rompem com a ideia de que índios são somente índios, discordam da divisão em civilizados e selvagens ou em superiores e inferiores, e demonstram um pensar ambientalista quase radical. Foi apenas com o publicar desta obra em 1955 que Lévi-Strauss se tornou um dos intelectuais francófonos mais conhecidos.

'Meu único desejo é um pouco mais de respeito para o mundo, que começou sem o ser humano e vai teminar sem ele - isso é algo que sempre deveríamos ter presente'. – declarou aos 97 anos, em 2005, quando recebeu o 17º Prêmio Internacional da Catalunha, em Espanha. Faleceu em 30 de Outubro de 2009, poucas semanas antes da data em que cumpriria 101 anos de idade.

Referência: 1606IA005
Local: M-14-C-3


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters