RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



PAIVA MANSO. (Levy Maria Jordão, Visconde de) HISTORIA ECCLESIASTICA ULTRAMARINA.

Pelo … Tomo I. Africa Septentrional, Bispados de Ceuta, Tanger, Safim e Marrocos. Imprensa Nacional. Lisboa. 1872.

De 23x15 cm. Com CXI, 203 págs. Encadernação recente com lombada em pele.

Exemplar preserva capas de brochura. Tomo primeiro e único publicado.

Obra que inclui introdução com um resumo do domínio português em Marrocos de 1415 a 1769 e um estudo sobre a religião cristã no Norte de África, acompanhado da transcrição de 6 documentos do século XV e XVI, bibliografia e relação dos bispados existentes em África no Século V. De páginas 1 a 97 o autor faz a história das dioceses portuguesas em Marrocos, com desenvolvidas notas biográficas dos respectivos bispos. De páginas 99 a 198 transcreve 34 documentos, a maior parte inéditos, emitidos por diversos papas, cardeais e bispos.

Trabalho histórico de grande rigor, muito importante para o estudo da expansão portuguesa no Norte de África e para as relações de Portugal com a Igreja.

Levy Maria Jordão de Paiva Manso (Lisboa 1831 - 1875) Foi um brilhante e precoce erudito e historiador, que se destinguiu pela preocupação em fundamentar os seus estudos históricos em pormenorizados e rigorosos levantamentos e estudos das fontes documentais.             

Inocêncio. V, 182. LEVY MARIA JORDÃO PAIVA MANSO, Doutor em Direito pela Universidade de Coimbra, Advogado em Lisboa, Vereador da Camara Municipal da mesma cidade, eleito successivamente nos biennios de 1856 a 1859; Auditor junto do Ministerio dos Negocios da Marinha nomeado em 1859; Membro da Commissão de revisão do Codigo Penal, e de outras de que ha sido eventualmente encarregado: Socio da Academia Real das Sciencias de Lisboa; da Sociedade dos Amigos das Letras da ilha de S. Miguel; do Instituto de Coimbra; do Instituto Nacional da Suissa; da Academia Imperial das Sciencias de Toulouse, e da de Legislação da mesma cidade; da Sociedade de Agricultura de Pontadelgada; da de Estudos diversos do Havre; da dos Antiquarios de Amiens; da Historica de Argel,

Inocêncio. XIII, 294. 5469) Memorias para a historia ecclesíastica ultramarina, começadas pelo Visconde de Paiva Manso, e continuadas por J. A. G. B. São divididas em 18 volumes, segundo o plano publicado pelo visconde no 1.º volume, em 1872; acrescentado com mais dois volumes, consagrados á historia ecclesiastica insulana, e á da America portugueza até á data da independencia.

Referência: 1605IA015
Local: M-14-C-9


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters