RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS, QUADRO A ÓLEO PINTADO SOBRE MADEIRA.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



SOARES. (José) EXPLICATIONES IN PRAECIPUAM PARTEM TOTIUS ARTIS P. EMMANUELIS ALVARI

è Societate JESU, Quae Syntaxim complectitur, Novis curis in lucem editae Á P. JOSEPHO SUARES Societatis JESU primario Rhetorices Professore. [Vinheta tipográfica Sociedade de Jesus e C. S. Anta] ULYSSIPONE OCCIDENTALI. Ex Praelo MICHAELIS RODRIGUES, Eminent. Card. Patriarch. Typographi. M. DCC. XXXIX. [1739].

In 8º de 20,5x15,2 cm. Com 304 págs. Encadernação da época de pergaminho flexível. Folhas de guarda constituídas por folhas aproveitadas de outro livro impresso da época.

Exemplar com vestígios de manuseamento, leves manchas de humidade na folha de página de rosto e em outras folhas interiores; e com títulos de posse da época nas folhas de guarda “Jozephus est Dominus huius libri Anno domini 1777” e “este livro he de Jozé de Almeida”.

Obra muito rara (não é registada por Inocêncio). Este tipo de obras pedagógicas tornaram-se muito raras devido ao uso continuado pelos estudantes. As Explicationes são um livro, para apoio do ensino do latim dedicado a tornar mais fácil a aprendizagem da parte da Gramática de Manuel Álvares relativa à sintaxe, com recurso a uma tradução portuguesa palavra a palavra e de extensas notas explicativas.

A gramática de latim da autoria do P. Manuel Álvares, 1ª edição em 1572, foi adoptada em Portugal e por todo o mundo, principalmente nos Colégios da Companhia de Jesus, até ao século XVIII e depois continuou ainda a ser usada até aos nossos dias. O seu elevado nível, levou ao aparecimento de comentários e explicações para facilitar aos alunos o uso da obra.

O Padre Manuel Alvares foi um famoso humanista português do século XVI, natural da ilha da Madeira, entra na Companhia de Jesus ainda novo, estuda no colégio de Coimbra línguas eruditas e filosofia com grande êxito. Mais tarde foi professor de renome no colégio de Santo Antão em Lisboa e outros.

Figura de grande relevo na Companhia de Jesus, encarregue pelo P. Francisco de Borja de elaborar uma gramática latina, na época fundamental para o ensino nos colégios da Companhia de Jesus. Gramático, poeta latino, numismata e colector de epistolografia dos jesuítas missionários nas Índias e outras regiões do mundo.

As suas Instituições Gramaticais publicam-se pela primeira vez em Lisboa no ano de 1572. A gramática de Álvares, é seguramente o livro escrito por um português mais reeditado da história de Portugal, conta com cerca de 400 edições publicadas em todo o mundo, inclusivamente no México, China e Japão, até quase aos nossos dias.

Biblioteca Lusitana II, 900. «P. lOZE" SOARES natural da Villa de Setúbal filho de António Soares, e D, Violante de Almeyda. Na idade de quinze annos recebeo a roupeta de Jesuita em o Noviciado de Lisboa a 3 de Outubro de 1644. onde dictou muitos annos Humanidades com aplauzo do feu nome. Sendo Meftre da primeira Classe no Collegio de Santo Antaõ publicou: Explicationes in pracipuam partem totius Artis P. Emmanuelis Alvares S. I. qua Syntaxim complectitur. Ulyflipone apud Michaelem Deslandes 1689. 4. 3 ediçaõ & ibi apud eundem 1699. 4. & ibi apud Michaelem Rodrigues 1739. 4. e outras muitas vezes reimpreísso. Falleceo no Collegio de Évora a 15 de Setembro de 1658. Delle fe lembraõ Franco Imag. da Virtud. em o Nov. de Lisboa, p. 970. e Fonceca Evor. Glorio, p. 433.»

 The method of Alvares’ grammar was a key to the Latim language. The same was adopted by Clenardo and resisted the reformation of the university on the Enlightenment period. Tanslated in many languages (more than 400 editions) including to Japonese language.

Referência: 1603PG048
Local: M-5-D-43


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters