RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BOUILLON, Jean. LA GUERRE LIBRE.

Traicté, au quel est decidee la question, S’il est loisible de porter armes au service d’un Prince de diverse Religion ? [Vinheta do impressor com caracteres hebraicos representando o nome de Deus]. A LA HAYE. Chez Theodore Maire. cIc Ic c XLI. [1641].

In 12º (de 12x7 cm) com [6], 132 págs.

Encadernação da época em pergaminho flexível.

Exemplar com título de posse da época e ex-libris oleográfico [séc. XIX/XX: António Rodrigues Quelhas, Porto] sobre a folha de rosto; e ex-libris de Samuel Schwarz.

Obra proibida de circular na época e constante no Index Librorum Prohibitorum (Decreto de 7-4-1642) e que trata das relações dos protestantes com os católicos, sugerindo que estes não deveriam trazer armas nos Países Baixos que se encontravam em guerra com  Espanha. Vide pág. 74: «Que nul Catholique passe á porter armes au camp des Protestants, il suivra consequement. Qu"il n"y aura personne qui tasche à s"advancer dans la Profession Militaire, qui ne soit aussi obligé par Serment à la Maison d"Austriche [...]»

Brunet (cf. pag.1170) não refere.

Biblioteca Nacional Central de Roma: 1 exemplar cota 12. 22.A.21

Biblioteca Nacional de França: 1 exemplar.

Referência: 1602JC011
Local: M-5-E-3


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters