RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



RODRIGUES. (Domingos) ARTE DE COZINHA.

DIVIDIDA EM TRÊS PARTES: A primeira trata do modo de cozinhar vários guizados de todo o género de carnes, conservas, tortas, empadas e pasteis. A segunda de peixes, mariscos, frutas, ervas, ovos, laticínios, doces, conservas do mesmo género. A terceira de preparar mezas em todo o tempo do anno, para hospedar, Principes, e Embaixadores. Obra útil, e necessária a todos os que regem, e governaõ caza. Correcta, e emendada nesta oitava impressaõ. AUTOR DOMINGOS RODRIGUES, Mestre de cozinha de Sua Magestade. LISBOA: Na Offic. de JOAÕ ANTONIO REIS. Anno de MDCCXCIV. [1794] Com licença da Real Meza da Commissaõ Geral sobre o Exame, e Censura dos Livros.

In 8º (de 14,5x9,5 cm) com 295 págs.

Encadernação da época inteira de pele com nervos e ferros a ouro na lombada.

Ilustrado com 2 fólios desdobráveis em extratexto, impressos frente e verso, apresentando o esquema (ordem e lugar) da disposição dos pratos sobre 4 mesas diferentes, em cujo prato principal consta: Prato de Sopa de Aves à Francesa, Primeiro Prato de Assado, Prato Grande de Sopa de Leite e Prato Grande de Pirâmide de Pêssegos e Frutas.

Os 2 fólios ilustrados (provenientes do corte de uma mesma folha) possuem uma grande e bela marca de água (cavaleiro ou D. Quixote sobre a sigla GBG). Esta marca de água é diferente da do papel utilizado na obra o qual é apenas avergoado. Estas duas páginas finais não numeradas são referidas no exemplar da BNP [DESCR. FÍSICA: 295 p., [2] f.; 16 cm], sendo de notar que os mesmos fólios finais desdobráveis também se encontram nas edições anteriores.

O livro tem uma arrumação particular e curiosa dos tópicos iniciais da obra: a taxação da obra está impressa no verso da folha de rosto, segue-se na primeira página de texto (pág. nº3) com um anúncio publicitário de um livreiro-alfarrabista: “Cathalogo dos Livros, e mais papeis curiosos” que se vendem na casa de José Luiz de Carvalho Mercador de Livros, e morador na Calçada de Santa Anna, vendendo livros de todos os géneros e também comprando livros usados tal como refere no texto: «E o sobredito compra qualquer Livraria, que se lhe oferece».

Obra escrita pelo mestre cozinheiro da Casa Real e contendo receitas da mais alta e conceituada gastronomia portuguesa. Trata-se do primeiro tratado de culinária em língua portuguesa publicado pela primeira vez em 1680. Nesta obra as receitas que não são da gastronomia portuguesa ganham as designações de 'à espanhola', 'à francesa' ou 'à inglesa'.

Relativamente à doçaria, esta obra não incide sobre a mesma que só se tornou conhecida após a extinção das ordens religiosas, no entanto encontram-se receitas de conservas e a do manjar branco. Entre as mais importantes receitas desta obra encontra-se o único prato português que faz parte do roteiro gastronómico internacional: Galinha sem Ossos ou Galinha Desossada (vide pág. 32) e a mesma receita encontra-se com igual redacção na pág. 26 da edição de 1683.

 In 8º (de 14.5x9.5 cm) 295 pp.

Binding: full calf with raised bands and guilt tools on spine.

Illustrated with 2 folded folios, printed on both sides, presenting the disposition (order and place) of the plates on four different tables, with the following main courses: Bird Soup French style; First Course of Roast; Big Course of Milk Soup and Big Course with a Pyramid of Peaches and Fruits.

The two illustrated folios (cut from the same sheet) have a large water mark (horseman or D. Quixote over the initials GBG). This watermark is different from the wove paper used in the work. These two unnumbered final pages are mentioned in the copy existing in  BNP (Portuguese National Library) [PHYSICAL DESPRIPTION: 295 p., [2] f.; 16 cm], these same folios being also included in previous editions.

The book presents a curious and unique layout of the initial topics: the taxation of the work is printed in the back of the title page, followed by the first page of the text (page nr. 3) with an advertisement of an old-book store: “Catalogue of the books, and other curious papers" sold at the house of José Luiz de Carvalho, Book Merchant, and living in Calçada de Santa Anna, selling books of all kinds and also buying used books as per the text "And the above mentioned buys any library that will be presented to him".

Work written by the Master Chef of the Royal House and containing recipes of the best and most famous Portuguese gastronomy. This is the first cooking treatise written in Portuguese and first published in 1680. In this book, the recipes that are not in cluded in the Portuguese gastronomy are called "Spanish style", "French style" or "English style".

This work does not approach traditional Portuguese confectionery, which was only known after religious orders were extinct, however there are some recipes of preserves and the one for Blanc Mange. Among the most important recipes we can find the only Portuguese dish which is part of the international gastronomic route: Chicken with no Bones or De-boned Chicken (cf. page 32), this same recipe appearing on page 26 of the 1683 edition.

Inocêncio II, 197 e IX, 149: «Domingos Rodrigues, Mestre da cosinha da Casa Real no reinado d"Elrei D. Pedro II. Foi natural de Villa Cova no bispado de Lamego, e morreu em Lisboa, no anno de 1719 com mais de 82 de edade. 323) Arte de Cosinha, dividida em tres partes... Obra util e necessaria a todos os que regem e governam casa. Correcta e emendada n"esta 7.ª impressão. Lisboa, por João Antonio da Silva 1765. 8.o - É esta a mais correcta e acrescentada de todas as anteriores, e por isso preferível para o conhecimento dos termos facultativos da arte. Todavia, o chamado Catalogo da Academia, menciona em lugar dela a primeira edição, contendo só 1.ª e 2. partes: saiu em Lisboa, por João Galrão 1680. 8.o - Ibi, pelo mesmo 1683. 8.º. A 3.ª parte da forma dos banquetes etc. saiu com a nova edição da obra, feita em Lisboa, por Manuel Lopes Ferreira 1698. 8.o - As tres partes: ibi, na Offic. Ferreiriana 1732. 8.º - Ibi, por Carlos Esteves Mariz 1741. 8.o de VI-302 pag.- (Ha outra, com indicações idênticas no rosto, mas totalmente diversa, e com menor numero de pag.) - Ibi, por João Antonio dos Reis 1794. 8.o Muitas outras edições poderia aqui mencionar deste livro, entre nós popularíssimo. A última que tenho presente é de 1836, mas creio que alguma, ou algumas já depois desta se fizeram. […] O sr. dr. Rodrigues de Gusmão me comunica ter em seu poder uma edição da Arte de Cozinha, contendo as três partes, e se diz ser terceira vez acrescentada pelo autor. Lisboa, por Manuel Lopes Ferreira 1693. 8.º de 256 pag. com duas estampas descritivas da ordem e qualidades de iguarias. - Sendo assim, cumpre retificar o que se disse, quanto a haver saído a dita terceira parte pela primeira vez em uma edição feita pelo aludido impressor em 1698. Como eu não tive presente nenhum exemplar dela ao escrever o artigo, e me reportei a informações alheias, pode bem ser que se desse n"este caso erro de algarismo, e que a de 1698 nem sequer exista, e sim em lugar dela a de 1693».

Referência: 1602JC006
Local: M-1-D-31


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters