RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CARVALHO DA COSTA, Antonio. COROGRAFIA PORTUGUEZA

E DESCRIPÇAM TOPOGRAFICA DO FAMOSO REYNO DE PORTUGAL, COM AS NOticias das fundações das cidades, Villas, & Lugares, que contem; Varões ilustres, Genealogia das Familias nobres, fundações de Conventos; Catalogos dos Bispos; antiguidades; maravilhas da natureza, edifícios, & outras curiosas observaçoens. TOMO I [+ TOMO II + TOMO III], Offerecido A ELREY D. PEDRO II. NOSSO SENHOR, AUTHOR O P. ANTONIO CARVALHO DA COSTA, Clerigo do Habito de S. Pedro, Mathematico, natural de Lisboa. LISBOA, Na Officina de VALENTIM DA COSTA DESLANDES, Impressor de Sua Magestade, & á sua custa impresso. Anno M. DCC. VI. -  M. DCCVIII. -  M. DCCXII. [1706, 1708, 1712].

Obra em 3 volumes (de 29x18 cm) com [15], 534 + [8] 642] + [16], 671 pags.

Encadernações do século XIX, inteiras de pele, com nervos, ferros a ouro e títulos também a ouro em rótulos vermelhos na lombada.

Impresso com as folhas de rosto a duas cores. Exemplar com ex-libris de F. Figueiredo Chaves no verso das três folhas de rosto.

Ilustrado com 2 mapas: I - Reyno do Algarve. II - Provincia da Estremadura. Estes dois mapas não pertencem à edição.

Exemplar com notas marginais pertinentes e sublinhados coevos nos dois primeiros volumes. Alguns fólios com acidez própria da qualidade do papel utilizado na edição.

Exemplar apresenta no tomo I a folha 191/192 com um rasgo marginal provocado pela corrosão ferrogálica. O tomo II com leves picos de traça marginais e leves manchas de humidade desvanecidas pelo tempo nos fólios iniciais. O terceiro tomo apresenta a folha de rosto, a folha das licenças e o mapa do Algarve com restauro antigo.

Obra de referência considerada uma das mais importantes no que respeita ao estudo da geografia, administração e história local, genealogias locais, toponímia e origem linguística dos topónimos e informação sobre as tutelas antigas das vilas e das cidades de Portugal.

Os mapas presentes no terceiro tomo não pertencem à edição. A obra não foi publicada com mapas. O autor, no prólogo do primeiro tomo, afirma que gostaria de publicar uma  2ª edição já com mapas, nunca conseguindo levar a cabo esse desejo. A segunda edição, feita em 1868-1869, também não tem mapas.

Em casos muito raros, certos coleccionadores intercalaram nestes volumes mapas da autoria de Charles de Grandpré, gravados cerca de 1730, originalmente destinados para uma obra de D. Luís Caetano de Lima. «Geografia Histórica... Lisboa. 1734-1736». Estes mapas, ao serem inseridos em livros para os quais não foram feitos, saem prejudicados, pois têm que ser muito aparados ficando sem margens e atingindo por vezes a cartela da gravura.

Inocêncio I, 105: «Fr. Manuel de Figueiredo, na sua aliás resumida e acanhadíssima Descripção de Portugal a pag. XVII, falando da Corographia e do P. Carvalho diz que este «Empreendendo na composição d’esta obra uma acção merecedora de muito louvor, seria mais estimável o seu projecto, se tivesse talentos e meios para desempenha-la sem mendigar e crer muito do que mandou estampar. Este juízo do cronista cisterciense ha sido confirmado por outros críticos, e ninguém hoje duvida de que a Corographia do P. Carvalho envolva gravíssimos defeitos. Notam-se-lhe principalmente faltas e erros na parte genealógica, em que parece terem sido mui escassos os seus conhecimentos, recebendo por isso sem critério as noticias que os interessados lhe forneciam, abusando da sua sinceridade, ou talvez da condescendência a que o obrigava a mingua de recursos próprios. Os catálogos dos bispos das catedrais do reino passam também por pouco exactos: e no tocante á origem e fundações das cidades e vilas adopta sem crítica nem exame as opiniões de Fr. Bernardo de Brito, e dos outros escritores do mesmo jaez que em seu tempo andavam em voga, e cujos sonhos corriam ainda como verdades indubitáveis. Tais defeitos todavia não obstam a que esta obra seja estimada e procurada dentro e fora do reino, e os exemplares vão escanceando cada vez mais no mercado, de modo que ao fim de alguns anos terão de tornar se verdadeiramente raros. O seu preço actual é de 14:400 a 16:000 réis, quando bem tratados; mas há exemplos de vendas feitas por 18:000 réis, e ainda por mais».

 Work in 3 volumes (29x18 cm) with pp. [15], 534 + [8] 642] + [16], 671.

Nineteenth century bindings, full calf with gilt tools on spine. Frontispiece printed in two colours by the Oficina Real Deslandesiana.

Copy is missing the maps of the first and second volumes. The third volume presents the following maps: “Reyno do Algarve” (extra text, pages 4/5) and “Provincia da Estremadura” (extra text, pages 16/17). The folio 191/192 of the first volume is torn due to iron gall ink corrosion. Restoration on page 144 of the third volume. Contemporary marginalia and underlining in all volumes. In volume III the Map of Algarve (“Mapa do Algarve”) and the first folio of the licences show signs of old restoration, pages 275/276 also restored. Volume I shows in the preliminary pages some slight damp stains. All the volumes present ex-libris in the back of the frontispieces and scattered slight damp stains not affecting the text.

This is a work of reference, considered as one of the most important in what concerns the study of geography; local administration and history; local genealogies; place names and their linguistic origin; and information about the old people and institutions responsible for the villages and cities of Portugal.

Referência: 1511JC010
Local: M-1-B-9


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters