RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



LOPES MENDES. (António) A INDIA PORTUGUEZA.

Breve descripção das Possessões Portuguezas na Asia. Dividida em dois volumes. Illustrados com 382 gravuras e 7 mappas. Por… Agronomo, socio da Sociedade de Geographia de Lisboa, da real sociedade Asiatica (secção de Bombay), da sociedade geographica Argentina, da real associção de agricultura portugueza, e antigo deputado da nação pelo circulo de Mapuçá, Damão e Diu, etc. [Obra] publicada por ordem do Ministério da Marinha. [Edição da] Sociedade de Geographia de Lisboa. Imprensa Nacional. Lisboa. 1886.

Obra em 2 volumes de 22x15 cm. com xxvii-281 e xii-313 págs.

Encadernações da época inteiras de pele flexível, um pouco cansadas.

Exemplar apresenta vestígio de humidade no 2º volume. Profusamente ilustrado e com mapas geográficos em extra texto coordenadas pelo próprio autor e litografadas na Imprensa Nacional em 1865, 1870 e 1871. Gravura do autor em corpo inteiro na página de anterrosto. Gravura alegórica da Sociedade de Geografia de Lisboa no final do segundo volume, indicando o futuro império luso-africano. Gravuras assinadas pelo próprio autor e por Pastor, Nenton, R. Christino, Alberto, Cazellas e outros. As gravuras reproduzem palácios, templos, residências particulares, a reunião da assembleias dos governos locais, os costumes e os dignatários locais, a flora local, a iconografia e os deuses do panteão indiano.

A obra enquadra-se na divulgação das explorações científicas coloniais patrocinadas pelo governo português e pela Sociedade de Geografia.

Inocêncio XX, 373 “Antonio Lopes Mendes era natural de Vila Real, seguiu outros estudos superiores na Escola Politécnica do Porto e depois veio matricular-se em Lisboa no Instituto Agrícola, onde obteve o diploma de médico-veterinário-lavrador. Em 1857 foi nomeado adjunto á comissão dos estudos agrícolas no continente e em Outubro 1859 recebeu a nomeação de administrador da coudelaria do Crato. Em 1862 assinou contrato no Conselho Ultramarino, para exercer as funções de veterinário-lavrador no Estado da Índia, Em Janeiro 1863 foi nomeado para a comissão incumbida do estudo das florestas nacionais da Índia Portuguesa e redigir o regulamento florestal em harmonia com as necessidades do país. Em Março 1865 foi nomeado vogal da comissão encarregada da demarcação dos terrenos de Satary, que tinham sido arrendados a colonos estrangeiros; Além das comissões mencionadas Lopes Mendes desempenhou outras por encargo das autoridades civis e judiciais, com acceitação do governo geral e applauso das respectivas auctoridades e dos particulares, quando chamado para exercer a clínica veterinária, sem que recebesse remuneração alguma pelo seu trabalho médico. Era sócio da Sociedade de Geografia de Lisboa e de outras sociedades. Faleceu a 31 de Janeiro 1894.”

Referência: 1202JC027
Local: I-31-C-4


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters