RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DA EXTINTA MONARQUIA. ADIANTAMENTOS À FAMILIA RIAL PORTUGUESA

deposta em 5 de Outubro de 1910. Relatório elaborado pela comissão de sindicância à Direcção Geral da Tesouraria. Fascículo I e Fascículo II. Imprensa Nacional. Lisboa. 1915 e 1916.

2 volumes em 1. De 34x24 cm. Com 373 pags.

Encadernação recente com lombada em pele.

Relatório com as contas dos empréstimos à Casa Real (discriminados para cada um dos seus membros e com a justificação dos seus gastos) desde a década de 1880 até à implantação da República. Nas notas aos empréstimos incluem-se para cada caso referências às petições da Casa Real que coloca o Estado como fonte de financiamento - e devedor sistemático da Casa Real - sem que se efectuassem restituições das verbas e sendo o lançamento da saída dos valores lançados vários anos após a constituição de comissões de análise.

Referência: 1109JC070
Local: I-21-C-2


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters