RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



BRANDÃO. (Raul) 1817 - A CONSPIRAÇÃO DE GOMES FREIRE.

Quem matou Gomes Freire – Beresford, D. Miguel Forjaz, o Principal Souza – Mathilde de Faria e Melo. Biblioteca Historica da Renascença Portuguesa. III. 2ª edição. Edição da «Renascença». Porto. 1917.

De 19x12 cm. Com 319 pags. Encadernação do editor com retrato de Gomes Freire na pasta anterior e logotipo da Renascença Portuguesa na pasta posterior. Preserva as capas de brochura. Exemplar com ex-libris de Emílio Monteiro no interior da pasta posterior.

Raul Brandão é um dos grandes prosadores da literatura portuguesa, qualidade que muito valoriza a obra. Por outro lado conseguiu reunir muitos documentos do biografado, que transcreve na íntegra, ao longo do texto, juntamente com muitos documentos oficiais.

O autor defende a inocência de Gomes Freire e tenta demostrar que ele foi vítima de uma vingança, de pessoas que lhe tinham ódio devido a acontecimentos passados e á personalidade altiva e caracter impulsivo.

Obra de grande qualidade literária e subsídio muito importante para a estudar a complexa personagem do biografado e o seu trágico fim.    

Referência: 1006JC332
Local: I-32-A-38


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters