RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



CUVIER, Georges. QUADRO ELEMENTAR DA HISTORIA NATURAL DOS ANIMAES.

POR Mr. CUVIER. TRADUZIDO EM PORTUGUEZ E OFFERECIDO A S. A. R. O PRINCIPE R. N. S. POR ANTONIO D'ALMEIDA, CAVALLEIRO DA ORDEM DE CHRISTO, CIRURGIÃO DA REAL CAMARA, LENTE D'OPERAÇOENS NO HOSPITAL REAL DE S. JOZE EM LISBOA, E MEMBRO EFFECTIVO DO REAL COLLEGIO DOS CIRURGIOENS DE LONDRES. LONDRES: IMPRESSO POR H. BRYER, BRIDGE STREET, BLACKFRIARS. [Anno 1815]. Obra em 2 volumes.

In 8.º de 21x12 cm. Com xix-458 e 424-xxix pags.

Encadernações da época inteiras de pele com finos ferros a ouro nas lombadas.

Profusamente ilustrado com 14 litografias. O 2º volume apresenta um carimbo oleográfico de posse na folha de rosto. As folhas de rosto de ambos os volumes com leves vestígios de acidulação.

Ilustrações. No 1º volume: 7 estampas litografadas de J. Walker com aspectos anatómicos que permitem a classificação dos mamíferos e aves. 1 tabela desdobrável com a classificação geral das classes dos animais, 1 tabela desdobrável com a classificação dos mamíferos, 1 tabela desdobrável com a classificação das aves, 1 tabela desdobrável com a classificação dos répteis, 1 tabela desdobrável com a classificação dos peixes. No 2º volume: 7 estampas litografadas de J. Walker com aspectos anatómicos que permitem a classificação de outros animais, tais como insectos e inclusivamente dos corais. 1 tabela desdobrável com a classificação dos moluscos, 1 tabela desdobrável coma classificação dos insectos, 1 tabela com a classificação dos crustáceos, 1 tabela desdobrável com a classificação dos zoófitos incluindo os corais. No final da obra apresentam-se 3 índices das classes, ordens e géneros respectivamente em língua portuguesa, em nomes latinos e em língua francesa.

A importância desta obra reside exactamente nestes índices e em toda a nomenclatura portuguesa introduzida na obra, que foi da inteira responsabilidade de Félix de Avelar Brotero. Deste modo a obra possui dois prefácios: o prefácio do tradutor António d´Almeida e o prefácio do nomenclador português Avelar Brotero, que “por ordem superior foi encarregado de juntar os nomes portugueses aos nomes franceses e latinos”, tarefa, segundo o mesmo, muito difícil devido ao estado da ciência em Portugal e ao período das Invasões Napoleónicas de que resultava não existirem nem obras portuguesas, nem zoólogos em Portugal, para esta tarefa. A ciência portuguesa tinha-se baseado no profundo conhecimento prático das espécies trazidas das colónias e na sua acumulação em colecções, sendo “arrumadas” o melhor possível dentro das classificações lineanas. Nesta obra Brotero afirma que reviu, corrigiu e anotou esta obra de Cuvier procurando não desfigurar a versão portuguesa com galicismos e efectuando uma investigação aos vocabulários portugueses. Esta obra de Zoologia, publicada em 1797-98 em França, foi a mais reputada na sua época, tendo portanto a sua tradução para português resultado do interesse de António d´Almeida durante o período que residiu em Londres, e do patrocínio régio através do embaixador português em Inglaterra - o Conde do Funchal – que requereu os serviços de Félix Avelar Brotero.

Inocêncio I, 83 e II, 262 “ANTONIO DE ALMEIDA, Comendador da Ordem de Cristo, Cirurgião da Real Câmara, Lente de operações no Hospital Real de S. José, Membro do Real Colégio dos Cirurgiões de Londres, etc. - Ignoro por agora o que diz respeito à sua naturalidade e data do nascimento, constando-me apenas que era da província da Beira, filho do Doutor José Diogo e de sua mulher D. Ana de Almeida. Morreu no Campo Grande, próximo de Lisboa, a 30 de Julho de 1822. Quadro Elementar da Historia dos Animauis, por Mr. Cuvier, traduzido em portuguez. Londres, por H. Bryer 1815. 8.º gr. 2 volumes com estampas. - Esta tradução foi empreendida por conselho e a instâncias do Conde do Funchal, embaixador em Londres, onde Almeida também se achava naquele tempo. A nomenclatura portuguesa é toda do Doutor Brotero, que dela se encarregou por ordem superior como ele próprio adverte em uma prefação colocada no princípio do tomo I.

BROTERO: Afora estes trabalhos, é sua a Nomenclatura portuguesa, que fez para o Quadro elementar da Hist. natural dos Animaes de Cuvier, traduzido por A. de Almeida”.

 2 volumes. In octavo. 21x12 cm. xix-458 and 424-xxix pp.

Contemporary full leather binding with fine gold tooling on the spines.

Profusely illustrated with 14 lithographs. The 2nd volume has an oleographic ownership stamp on the title page. The title pages of both volumes with light traces of acidulation.

Illustrations. In the 1st volume: 7 lithographed prints by J. Walker with anatomical aspects allowing the classification of mammals and birds. 1 fold-out table with the general classification of the classes of animals, 1 fold-out table with the classification of mammals, 1 fold-out table with the classification of birds, 1 fold-out table with the classification of reptiles, 1 fold-out table with the classification of fishes. In the 2nd volume: 7 lithographed prints by J. Walker with anatomical aspects that allow the classification of other animals, such as insects and even corals. 1 fold-out table with the classification of molluscs, 1 fold-out table with the classification of insects, 1 table with the classification of crustaceans, 1 fold-out table with the classification of zoophytes including corals. At the end of the book there are three indexes of classes, orders and types in Portuguese, Latin names and French respectively.

The importance of this work lies exactly in these indexes and in all the Portuguese nomenclature introduced in the work, which was entirely the responsibility of Félix de Avelar Brotero. Thus the work has two prefaces: the preface by the translator António d"Almeida and the preface by the Portuguese nomenclator Avelar Brotero, who 'by superior order was charged with joining the Portuguese names to the French and Latin names', a task, according to him, very difficult due to the state of science in Portugal and the period of the Napoleonic Invasions which resulted in there being neither Portuguese works nor zoologists in Portugal for this task. Portuguese science had been based on a deep practical knowledge of the species brought from the colonies and their accumulation in collections, being 'arranged' as best as possible within the Linean classifications. In this work Brotero states that he revised, corrected and annotated Cuvier"s work, trying not to disfigure the Portuguese version with Gallicisms and carrying out research into Portuguese vocabularies. This work of Zoology, published in 1797-98 in France, was the most reputed in its time, and its translation into Portuguese resulted from the interest of António d"Almeida during the period he lived in London, and from the royal patronage through the Portuguese ambassador in England - the Count of Funchal - who requested the services of Félix Avelar Brotero.

Inocencio I, 83 and II, 262 'ANTONIO DE ALMEIDA, Commander of the Order of Christ, Surgeon of the Royal Chamber, Professor of Operations at the Royal Hospital of St. Joseph, Member of the Royal College of Surgeons of London, etc. - I don"t know for the moment what concerns his birthplace and date of birth, but I only know that he was from the province of Beira, son of Doctor José Diogo and his wife D. Ana de Almeida. He died in Campo Grande, near Lisbon, on July 30th 1822. Quadro Elementar da Historia dos Animais, by Mr. Cuvier, translated into Portuguese. London, by H. Bryer 1815. 8th gr. 2 volumes with prints. - This translation was undertaken on the advice and at the instigation of the Count of Funchal, ambassador in London, where Almeida was also at the time. The Portuguese nomenclature is all by Dr. Brotero, who was in charge of it by superior order, as he himself warns in a foreword placed at the beginning of volume I.

BROTERO: Besides these works, is his Portuguese Nomenclature, which he made for the elementary Table of the Natural History of Animals by Cuvier, translated by A. de Almeida.

Referências/References:

Inocencio I, 83 and II, 262. Cordier, BI. 1817. Pritzel 5637. Stafleu-C. 5038. Sousa da Câmara 1738. 'Estimada e pouco vulgar (Esteemed and unusual).'

Referência: 1006JC059
Local: M-16-D-31


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters